uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Maria Fronteira

23 anos, Terapeuta da Fala, Santarém

Acho que faz falta mais espaços nocturnos para animar as noites de Santarém que tem tantos jovens. O pior que nos pode acontecer é termos que sair da nossa cidade para nos divertirmos.

Edição de 30.05.2012 | Agora falo eu
A que petisco não resiste no Verão?Adoro camarão frito. E no Verão, então, muito melhor!A selecção nacional de futebol vai ser campeã da Europa?Quero acreditar que sim, apesar de ter consciência que vai ser um campeonato difícil. Estamos num grupo muito difícil mas vamos torcer todos pela vitória de Portugal.De que objecto não se consegue separar?Do telemóvel. Gosto de estar sempre contactável e odeio sentir-me sozinha. O telemóvel faz-me sentir que estou perto de qualquer pessoa que precise de mim e vice-versa. Estou apenas à distância de uma chamada.O que faz falta na sua cidade?Tanta coisa, mas acho que faz falta mais espaços nocturnos para animar as noites de Santarém que tem tantos jovens. O pior que nos pode acontecer é termos que sair da nossa cidade para nos divertirmos.A solução para os jovens e desempregados é emigrar?Apesar de gostar muito de Portugal e de não me ver longe dos meus familiares e amigos, da forma como o nosso país está neste momento em relação ao desemprego, acho que a solução de muitos jovens será emigrar em busca de melhores condições de trabalho e de uma melhor qualidade de vida. A que se deve o elevado número de mortos nas estradas portuguesas?Ao mau estado em que algumas estradas se encontram, à falta de atenção dos condutores e ao desrespeito das regras de trânsito. Importa-se que possam extinguir freguesias do seu concelho?Concordo que extingam as freguesias urbanas mas não concordo com a extinção de freguesias rurais. As populações dos meios rurais têm muita proximidade com o seu presidente de junta e eles são o grande apoio dos seus fregueses. Sempre que há um problema ou é necessário resolver algo recorrem ao presidente da junta. O Governo não pode cortar sem olhar para as populações e para as suas necessidades.Que profissão seria incapaz de exercer? Astronauta, porque gosto de ter os pés bem assentes na terra (risos).Se pudesse, o que diria ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho?Dizia-lhe para pensar mais nos jovens de hoje porque são eles o futuro de amanhã. Neste momento, o primeiro-ministro não está a pensar nos jovens. Ainda acredita nos políticos?Já acreditei, mas agora começo a aperceber-me que nunca fazem o que prometem e quem paga pelos erros deles é o povo português. No entanto, e apesar de esta ser a minha opinião, não abdico do meu direito de voto.Se um desconhecido lhe oferecesse flores como reagia? Sou bastante suspeita porque adoro receber flores, mas certamente que a minha primeira reacção seria perguntar “quem é o senhor?” e “qual o motivo deste ‘presente’”? Ah! e agradecia, claro! (risos)Costuma aproveitar as promoções das grandes superfícies comerciais?Eu propriamente não, mas a minha mãe sim, costuma aproveitar. Concordo plenamente com esse tipo de iniciativas. Cada superfície comercial adopta a estratégia que acha ser melhor e que cativa mais os clientes. As pessoas só aderem e só compram se quiserem. Os homens ribatejanos são marialvas?Nem todos, mas acho que aqueles ribatejanos que têm mais ligação à tauromaquia são. Isso até lhes dá uma certa piada… Mas presunção marialva quanto baste, se faz favor! (risos).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...