uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Modalidade de Krav Maga chega a Torres Novas

Aprender a arte de defesa pessoal é barato e eficaz

Um grupo de entusiastas, apoiados por um treinador formado pela federação portuguesa da modalidade começaram, no início do ano, a frequentar aulas de Krav Maga na escola da modalidade em Torres Novas. O objectivo dos responsáveis é cativar praticantes para a arte, considerada uma das mais eficazes do mundo no que toca à defesa pessoal.

Edição de 30.05.2012 | Desporto
Krav Maga significa “combate próximo” em hebraico e é desde o princípio do ano de 2012 uma das modalidades disponíveis para a população na escola de Torres Novas que funciona três vezes por semana no Palácio dos Desportos da cidade torrejana.A arte marcial, considerada como o sistema de defesa pessoal e de combate corpo a corpo mais eficaz do mundo, chegou ao concelho de Torres Novas pela mão de Nuno Tomé que é o instrutor da modalidade que, numa primeira fase, tem como objectivo dar a conhecer à população as qualidades daquele desporto.“Somos uma escola que pertence à Federação Portuguesa de Krav Maga, que está em Portugal desde 2004 e o intuito é mostrar a modalidade e fazer com que ela seja acessível a quem quiser experimentar. E como aqui no concelho não havia Krav Maga disponível para a população foi feito esse convite e aceitámos. Já somos mais de duas dezenas a praticar a modalidade, queremos ser mais, vamos integrar um novo instrutor e temos outras pessoas que têm vindo experimentar aos poucos, esta é uma modalidade que não tem limitações nem condicionantes para os praticantes”, refere a O MIRANTE Nuno Tomé.A modalidade foi criada por Imi Lechtenfeld, nascido em 1910 em Bratislava, capital da Eslováquia. Durante os anos 30 ficou conhecido pelas suas capacidades de luta, tendo usado o seu talento para proteger os seus vizinhos e os judeus que encontrava da perseguição nazi. No auge do nacional-socialismo alemão Imi foi forçado a abandonar a sua terra e viajou até Israel, onde ensinou técnicas base de defesa pessoal aos soldados. O Krav Maga nascia pouco tempo depois, graças à popularidade que alcançou nos exércitos israelitas. O fundador da modalidade morreu a 9 de Janeiro de 1998.“Tentamos afastar a ideia pré-concebida de que é uma modalidade muito violenta, agressiva e dura nos treinos. A metodologia usada pela federação visa combater isso mesmo, de forma a que não seja demasiado duro e violento para que qualquer pessoa possa experimentar”, garante Nuno Tomé. A idade mínima para começar a praticar são os 16 anos. O clube abre as portas do seu pavilhão para os praticantes da modalidade às terças, quartas e quintas-feiras entre as 19h30 e as 20h30. “A melhor maneira de descobrir a modalidade é vir experimentar, fazer um primeiro treino sem qualquer compromisso e comprovar por si mesmo, basta trazer calças de fato de treino, t-shirt e ténis”, refere o responsável.Uma vez que o Krav Maga não tem vertente competitiva, o objectivo é divulgar a arte marcial ao maior número de residentes do concelho. “Tendo em conta os dias que correm nós sabermos nos defender e sabermos cuidar de nós próprios e dos nossos é cada vez mais fundamental. O nosso princípio é a simplicidade e a eficácia, preparando o atleta para qualquer situação que possa surgir na rua”, conclui.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...