uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Feira Nacional de Agricultura e Fersant de novo de mãos dadas em Santarém

Feira Nacional de Agricultura e Fersant de novo de mãos dadas em Santarém

Iniciativas decorrem no Centro Nacional de Exposições, de 2 a 10 de Junho, com um cartaz musical forte apesar da crise.

A Feira Nacional da Agricultura (FNA), que vai decorrer de 2 a 10 de Junho em Santarém, volta a acolher no seu recinto a Fersant - Feira Empresarial da Região de Santarém, juntando no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA) a nata do sector agro-pecuário nacional e dos agentes económicos da região e grandes nomes da música nacional. Uma espécie de três em um. A FNA vai este ano chamar a atenção para a importância do consumo dos produtos nacionais, em particular dos frescos, em época própria.“Vamos mostrar o que de melhor se produz em Portugal em frescos, alertando para uma alteração dos hábitos dos consumidores que os leva a procurarem determinados frutos fora de época”, obrigando à exportação, afirmou Luís Mira, secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal e administrador do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, na apresentação da edição deste ano da FNA.Luís Mira afirmou que, ao contrário do que a organização chegou a recear, a 49.ª edição da Feira Nacional da Agricultura/59.ª Feira do Ribatejo não verá reduzir o número de expositores, registando mesmo um aumento de iniciativas e de concursos.Além de numerosos seminários técnicos, a feira terá este ano seis novos concursos, destacando Luís Mira o Concurso Nacional de Azeites, com 107 azeites a concurso, e um conjunto de iniciativas como a I Feira do Turismo Rural e da Natureza, a Fersant - Feira Empresarial da Região de Santarém, o Fórum Internacional sobre o Rio Tejo, um Encontro Internacional de Clusters, entre muitas outras.Para o centro de exposições, a FNA não é uma feira só para agricultores, assumindo-se, a exemplo do que acontece noutros países europeus, como um certame destinado aos consumidores, pelo que tem sido feito um apelo à venda de produtos durante o certame, disse.Por outro lado, durante uma semana, a FNA “coloca a agricultura na agenda política”, frisou Luís Mira, referindo que o certame deste ano será inaugurado pelo Presidente da República, estando já confirmadas as visitas do primeiro-ministro, de vários ministros e dos líderes dos partidos da oposição.Devido ao aumento do IVA, os bilhetes para a feira custam este ano seis euros, com acesso aos espectáculos (no caso de Pablo Alboran serão 15 euros para quem quiser ficar sentado frente ao palco). O centro de exposições disponibiliza ainda livres trânsito a 18 euros e cadernetas de 10 bilhetes a 40 euros.Luís Mira prometeu para o próximo ano “uma feira diferente”, que irá assinalar devidamente os 50 anos da FNA.José Cid, Jorge Palma e Pablo Alboran em palcoPor ser uma feira de “grande público”, a Feira Nacional de Agricultura aposta num programa de animação que este ano inclui, entre outros, concertos com José Cid (2 de Junho), Jorge Palma, Cristina Branco, Tiago Bettencourt e Tim (6 Junho), Richie Campbell & The 911 Band (dia 8) e Pablo Alboran e Carminho (dia 9).Para tarde de 2 de Junho está marcado um festival de folclore e nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de Junho realizam-se mercados tradicionais. No dia 7 de Junho decorre o espectáculo “Fado na Feira”, enquanto nos dias 8 e 9 de Junho pode ser vista a exposição de embarcações avieiras.Entradas e largadas de toiros, mesa da tortura, escolas de toureio e treino de forcados dão o tom da festa brava, a par das provas de velocidades, perícia e condução de cabrestos a cargo dos campinos de várias casas agrícolas da região. Em paralelo, ao longo da feira, decorrem ainda vários concursos de equitação.
Feira Nacional de Agricultura e Fersant de novo de mãos dadas em Santarém

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...