uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Palmas e balões no adeus ao menino de Almeirim que não resistiu a tumor

Palmas e balões no adeus ao menino de Almeirim que não resistiu a tumor

Edição de 30.05.2012 | Sociedade
Foram centenas as pessoas que quiseram prestar homenagem ao menino de Almeirim que não conseguiu vencer a luta contra um tumor cerebral, que já durava há um ano. O último adeus foi assinalado com palmas e o lançamento de dezenas de balões brancos. Fábio Castelo, 9 anos, era jogador do União de Almeirim no escalão de sub-10 e foi sepultado com o equipamento do clube e a bandeira a cobrir a urna. Fábio faleceu no dia 22 de Maio no Instituto Português de Oncologia em Lisboa e foi a sepultar no cemitério de Almeirim na quinta-feira, dia 24, acompanhado por muita gente que nos últimos tempos acompanhava o seu estado de saúde, sobretudo através da rede social facebook na internet. Entre outros, marcaram presença autarcas e representantes do União de Almeirim, como Faustino Ferreira que a O MIRANTE aproveitou para agradecer a todas as pessoas que compareceram e que ajudaram o menino. O caso de Fábio Castelo motivou uma onda de solidariedade com várias iniciativas, sobretudo quando foi necessário angariar dinheiro para uma operação na Alemanha. Quando havia uma esperança o menino acabou por ter uma recaída quando já estava em casa e foi internado no IPO. O tumor foi detectado em 9 de Maio de 2011 quando a criança se queixou de dores de cabeça. A mãe do menino, Susana Castelo trabalhava como ama do Centro Paroquial de Almeirim, mas teve de deixar esse trabalho para poder acompanhar o filho mais de perto. O pai, Cândido, é funcionário da Câmara de Almeirim, que lhe deu disponibilidade para acompanhar o filho.
Palmas e balões no adeus ao menino de Almeirim que não resistiu a tumor

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...