uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Suspeitas de desfalque de um milhão de euros levam a auditoria financeira na Austra

Em causa estão 990 mil euros que terão desaparecido das contas bancárias da Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Resíduos de Alcanena.

Edição de 30.05.2012 | Sociedade
A Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Resíduos de Alcanena (Austra) decidiu avançar com a realização de uma auditoria às contas, após um dos elementos do conselho de administração ter denunciado que teria ocorrido um alegado desvio de cerca de um milhão de euros das contas da empresa. A decisão foi tomada numa reunião, realizada a 25 de Maio, depois de já ter sido destituído o presidente, Fernando Fernandes. A reunião, apurou O MIRANTE, foi no entanto inconclusiva em relação à apresentação de uma eventual queixa-crime. Na segunda-feira, 28 de Maio, os administradores iriam reunir novamente mas, até ao fecho desta edição, não foi possível apurar se houve desenvolvimentos.“Os restantes administradores da Austra, sobretudo os que foram envolvidos indirectamente, sentem necessidade de se sentirem acompanhados juridicamente pelo que vão reunir com os seus advogados antes de tomarem uma decisão a este nível”, informou Fernanda Asseiceira, presidente da Câmara Municipal de Alcanena. O MIRANTE apurou junto de fonte da Austra que o antigo presidente da administração, Fernando Fernandes, é suspeito de ter utilizado cerca de 990 mil euros em aplicações financeiras a título particular. O antigo administrador fez-se representar, numa assembleia-geral, pelo advogado que terá assegurado que iria repor o dinheiro, embora não desse garantias. Para 30 de Junho estão marcadas eleições na Austra para eleger novos corpos sociais. Contactado por O MIRANTE, Fernando Fernandes disse apenas que “estes não são assuntos para serem tratados em praça pública” pelo que prefere não alimentar o caso. O ex-administrador da Austra apenas acrescentou ao nosso jornal que, “a seu tempo, no sítio certo, tudo será esclarecido”.Queixa no Ministério Público contra ex-presidente da Câmara de AlcanenaEntretanto, Fernanda Asseiceira decidiu avançar com uma queixa no Ministério Público contra Luís Azevedo, seu antecessor na liderança do município, devido ao facto de este ter assinado cheques da Austra, numa altura em que já ocupava o cargo de administradora da associação por inerência de funções. A autarca referiu que só no dia 1 de Janeiro de 2010 foram assinados pelo ex-autarca cheques no valor de 320 mil euros, situação que disse querer ver esclarecida. “Vou ver com os serviços jurídicos qual a figura penal porque, na realidade, alguém se colocou no lugar de presidente e não posso ignorar que isso aconteceu”, disse. Luís Azevedo, antigo autarca dos ICA, argumentou que assinou os cheques numa altura em que a associação ainda não tinha dado posse à actual presidente nem juntado o seu nome na lista enviada aos bancos, pelo que, quando lhe pediram para assinar os cheques, o fez “de boa fé”. Por isso, assegurou estar “de consciência tranquila” e exigiu o total esclarecimento da situação. Luís Azevedo referiu que o então presidente da Austra foi fazendo investimentos dos dinheiros de que a associação era titular, pelo que não estranhou pedirem-lhe para assinar cheques para “pôr o dinheiro a render”, e sublinhou desconhecer “se houve ou não situações com outros contornos”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...