uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

João Quítalo conta que quando morreu Salazar a bandeira não foi colocada a meia haste no Grémio Povoense

Edição de 06.07.2011 | O Mirante dos Leitores
Já li o suficiente para saber que havia repressão em Portugal mas que ela não se exercia da forma que algumas pessoas tentam fazer passar. Não colocar a bandeira a meia haste numa colectividade poderia ser motivo para alguma chamada de atenção mas não pode ser considerado um acto heróico (e a bandeira até foi colocada a meia haste sendo mais tarde retirada, segundo julgo saber). Sendo eu um jovem nascido depois de 1974 considero que este tipo de historietas pseudo heróicas acabam por minimizar as coisas importantes que efectivamente foram feitas para combater a política repressiva do Estado Novo e a falta de liberdade que se vivia. Sou pela liberdade e tenho discernimento suficiente para perceber o que se passou nessa altura em Portugal, por isso sei que não havia tantos combatentes anti-fascistas como nos querem fazer crer.José Manuel Tavares Cerdeira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...