uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Moita Flores lança “A opereta dos vadios”, um romance em tom de farsa política

Edição de 13.07.2011 | Cultura e Lazer
“Este livro nasceu como resposta aos olhares externos que hoje se recolhem da vida política e do outro olhar interno que resulta da minha (pouca) experiência no trabalho político”. É desta forma que Francisco Moita Flores, o escritor que é presidente da Câmara Municipal de Santarém, explica a gestação de mais uma obra. “A opereta dos vadios”, chegado agora às livrarias, é um romance em tom de sátira sobre um país na bancarrota e sobre as grandezas e misérias de um povo e respectiva classe política “Já vi de tudo. Desde grandes homens e mulheres que se dedicam generosa e honradamente ao serviço público até gente pequenina, tão medíocre e ávida de poder que é capaz de tudo o que é vil e amoral para obter vantagens e mordomias à conta do Estado. Por isso escrevi uma farsa”, justifica na contracapa do livro.O autor, autarca desde 2005 em Santarém, afirma que qualquer semelhança entre a trama e o real poderá não ser pura coincidência. “Espero que o leitor se divirta tanto como me diverti a escrever”. Até porque, diz ainda Moita Flores, “mais vale um político que sabe rir do que uma legião de rapazes sisudos, de gravata escura, empenhados em levarem-nos até aos confins da amargura”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...