uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Um negócio que vive da brincadeira

Um negócio que vive da brincadeira

Pedro e Raquel Esperancinha exploram espaço onde pais podem deixar as crianças quando vão às compras

Campo de futebol e basquete, escorregas, televisão para ver filmes e babyparking para os mais pequeninos, são algumas das diversões ao dispor no Espaço Brincadeira em Santarém.

Edição de 13.07.2011 | Identidade Profissional
No Espaço Brincadeira existe tudo o que uma criança precisa para se divertir. Campo de futebol e basquete, escorregas, televisão para ver filmes, babyparking para os mais pequeninos, entre outras diversões. Nem faltam as gomas para os mais novos se deliciarem. As casas-de-banho também são a pensar nos petizes. Sanitas e lavatórios à dimensão deles. As paredes são em tons coloridos e vivos. Na parede não faltam desenhos em ponto grande.O Espaço Brincadeira está aberto desde Novembro do ano passado e tem feito as delícias das crianças. Pedro Esperancinha e a esposa, Raquel Esperancinha, já tinham projectos anteriores com o grupo Jerónimo Martins e quando o Pingo Doce de São Domingos, em Santarém, foi para obras surgiu a ideia de criar um espaço onde os pais pudessem deixar as crianças durante as compras de supermercado ou noutras alturas em que não têm com quem deixar os filhos.O proprietário e sócio do espaço, Pedro Esperancinha, considera este projecto uma aposta ganha que superou as expectativas iniciais. “Faltava um espaço destes em Santarém junto a um hipermercado. As compras podem ser complicadas quando se tem crianças pequenas. Os meninos ficam aqui a brincar e os pais estão mais descansados. Dada a conjuntura económica actual do país, este projecto tem estado a correr muito bem”, afirmou a O MIRANTE.O Espaço Brincadeira tem capacidade para 45 meninos e tem à disposição das crianças serviços de ATL - Atelier de Tempos Livres -, festas de aniversário, serviços de babysitter, festas temáticas e também dinamizam a festa dos mais novos em casa ou no jardim. Além disso os meninos e meninas, com idades compreendidas entre um e 12 anos, podem usufruir de jogos tradicionais, teatro de fantoches, karaoke, pinturas faciais, modelagem de balões, caça ao tesouro e, para as meninas, há ainda o atelier de cabeleireiro com embelezamento de unhas.As festas de aniversário têm ganho muitos adeptos. Durante duas horas o aniversariante e os amigos podem divertir-se com todas as brincadeiras a que têm direito. Os pais entram na hora de cortar o bolo e cantar os parabéns. Na parede não falta o desenho de uma cadeira de rei gigante com um bolo de aniversário no topo.Os fins-de-semana têm sido os dias de maior movimento embora durante o mês de Julho tenha havido uma quebra, que se explica com o bom tempo e as idas à praia. No entanto, o casal espera que a procura volte a aumentar durante o mês de Agosto. E explicam porquê: “Os jardins-de-infância e ATL encerram durante o mês de Agosto e muitos pais não conseguem conciliar as férias dos filhos com as suas próprias férias e não têm onde deixá-los. Este espaço é uma alternativa a quem não tem onde deixar as crianças”, considera Pedro Esperancinha.Durante os próximos meses o Espaço Brincadeira do Pingo Doce de Santarém está a realizar uma promoção junto de creches e infantários. Durante uma manhã ou uma tarde as crianças podem brincar no espaço e ainda têm a oportunidade de visitar as instalações do hipermercado e observar, por exemplo, como se confecciona pão. Tudo gratuitamente. Para realizarem a visita só têm que contactar o Espaço Brincadeira e fazer marcação.O parque de diversão, que está aberto das 10h00 às 22h00, tem uma equipa de dois funcionários em permanência e, nos dias de maior número de crianças, sobretudo quando existem festas de aniversário, trabalham mais duas ou três pessoas em regime de part-time. O casal confessa que isto é uma actividade que lhes rouba muito tempo mas consideram o facto de trabalharem juntos uma vantagem. Pedro é responsável pela parte de contabilidade e gestão enquanto Raquel está no recinto todo o dia a tomar conta das crianças, brincar com elas e ainda gere as entradas e saídas.
Um negócio que vive da brincadeira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...