uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Intoxicação alimentar estraga dia nas piscinas

Intoxicação alimentar estraga dia nas piscinas

Ovos mexidos com salsichas mandaram 15 crianças para o Hospital de Santarém
Edição de 13.07.2011 | Sociedade
Uns aparentemente inocentes ovos com salsichas podem ter estado na origem da intoxicação alimentar que afectou 15 crianças e as obrigou na tarde de quinta-feira, 7 de Julho, a receber tratamento no Hospital de Santarém, tendo duas delas pernoitado mesmo nessa unidade em observação. As primeiras queixas no seio do grupo de cerca de 60 crianças que vieram em excursão de Rio Maior começaram cerca das 15h30. O primeiro alerta feito para o 112 não foi encarado pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM como uma emergência médica. Restou pedir socorro aos Bombeiros Voluntários de Santarém, já que os Bombeiros Municipais só saem em caso de emergência e a situação não estava assim classificada.Os primeiros bombeiros que chegaram ao local depararam-se com uma situação mais problemática do que se supunha, dado o número de crianças com vómitos e mal-estar, pelo que os Bombeiros Municipais de Santarém e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) com base no Hospital de Santarém acabaram também por ser accionados.Segundo fonte do Hospital de Santarém, duas crianças tiveram que ficar a noite nessa unidade de saúde pois mantiveram um quadro clínico que exigia mais tempo de observação e decidiu-se que ficariam a ser hidratadas em tratamento com soro. As vítimas faziam parte de um grupo de 60 crianças e jovens, com idades entre os cinco e os 16 anos, inscritos num ateliê de tempos livres (ATL) duma colectividade de Rio Maior que tinha decidido passar esse dia no complexo aquático de Santarém. Na origem do mal-estar poderá ter estado, segundo as autoridades, um dos menus do almoço - ovos mexidos com salsichas - que foi servido às crianças por um restaurante que é propriedade de um familiar de uma das crianças.Os bombeiros e os médicos do Instituto de Emergência Médica optaram por fazer no local a despistagem dos casos mais graves, que foram depois sendo encaminhados para o hospital para uma análise mais detalhada.
Intoxicação alimentar estraga dia nas piscinas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...