uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Não foi nenhum acto de heroísmo

Edição de 20.07.2011 | O Mirante dos Leitores
De facto a bandeira do Grémio Povoense (Póvoa de Santa Iria) foi colocada a meia haste, aquando da morte do ditador Salazar. Por indicação indevida de alguém, não responsável da colectividade, ao contínuo. Mas esteve assim por pouco tempo, porque ao ter conhecimento da situação e na qualidade de Presidente da Assembleia Geral depois de contactar a direcção da colectividade mandei arreá-la. Por duas simples razões: o ditador já não era, quando morreu, Presidente do Conselho de Ministros e não era sócio da colectividade é desde sempre hábito pôr-se a bandeira em meia haste por falecimento de qualquer associado. Não foi nenhum “acto heróico” como refere o leitor de O MIRANTE. Foi apenas um acto de decência. Actos heróicos tiveram muitos dos que lutaram contra o regime fascista imposto por Salazar a ponto de pagarem com a vida a sua luta. Alguns do nosso concelho. Regime que perseguia, prendia, torturava e matava. E foram milhares em todos o País os que lhe fizeram frente. Só no concelho de Vila Franca de Xira há registo de 223 presos políticos. Alguns cumpriram entre um e seis anos de prisão mas a maioria esteve encarcerada entre nove e dezassete anos. É, portanto, disparate dizer-se como diz o leitor de O MIRANTE que “não havia tantos combatentes antifascistas como nos querem fazer crer”. Enfim, assim se procura branquear o fascismo.António Nabais

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...