uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Falta dinheiro para acabar as obras no Mouchão de Pernes

Falta dinheiro para acabar as obras no Mouchão de Pernes

Empreitada está suspensa desde Novembro do ano passado e reinício depende de aprovação de candidatura a financiamento
Edição de 20.07.2011 | Sociedade
A conclusão das obras de recuperação do mouchão de Pernes depende da aprovação de uma candidatura a financiamento apresentada pela Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Tejo junto do Fundo de Protecção dos Recursos Hídricos. Recorde-se que as obras encontram-se suspensas desde Novembro último, tendo os sucessivos prazos previstos para a sua conclusão sido ultrapassados. Em causa está a requalificação da ponte pedonal, do paredão central junto à cascata e da levada. Em resposta a um pedido de esclarecimentos enviado por O MIRANTE, a ARH Tejo recorda que a empreitada de requalificação do Mouchão de Pernes está concluída, com excepção da intervenção na ponte pedonal a qual sofreu alteração do projecto a pedido da Junta de Freguesia de Pernes. Já a intervenção na levada e no paredão resultam do aluimento de parte dessa estrutura causado pelas cheias de finais de 2009, quando já havia obras em curso.“Uma vez disponibilizados esses recursos financeiros, condicionados à aprovação da referida candidatura, será formalizado procedimento para a realização da empreitada que contemple os trabalhos que ainda faltam efectuar”, diz a ARH Tejo, acrescentando que o tempo previsto para a conclusão das obras, após o seu reinício é de aproximadamente quatro meses.Na última reunião da Assembleia Municipal de Santarém, a presidente da Junta de Freguesia de Pernes, Salomé Vieira (CDU), manifestou o seu desagrado pelo arrastar da suspensão dos trabalhos. A autarca referiu que as obras foram suspensas em Novembro de 2010 devido às condições climatéricas e que na altura lhe disseram que essa paragem duraria cerca de dois meses. Mais tarde apontaram-lhe o final da Primavera para o retomar dos trabalhos. A empreitada iniciou-se em Outubro de 2009, com um prazo de execução de 8 meses, e tinha um custo total previsto de 914.103 euros com comparticipação em 548.461 euros por fundos comunitários. A obra no mouchão de Pernes teve de ser interrompida pela primeira vez no final de Dezembro de 2009, quando ruiu parte do paredão central junto à cascata, que ainda está por reconstruir, estando também por concretizar o alargamento da ponte pedonal de acesso ao parque do mouchão.As obras recomeçaram no dia 26 de Abril de 2010 e previa-se que pudessem estar concluídas no final de Novembro desse ano, conforme anunciou há um ano a junta de freguesia. A requalificação do mouchão de Pernes é um dos projectos que integram o protocolo assinado em Junho de 2009 entre várias entidades visando a requalificação do sistema de tratamento de esgotos de Alcanena e a despoluição do rio Alviela.
Falta dinheiro para acabar as obras no Mouchão de Pernes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...