uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Grupo de jovens que assaltou mais de 30 alunos de escolas de Vila Franca já está na prisão

Grupo de jovens que assaltou mais de 30 alunos de escolas de Vila Franca já está na prisão

Ladrões entre os 17 e os 19 anos ameaçavam as vítimas com facas para lhes entregarem dinheiro e objectos

A PSP diz que os três rapazes que se dedicavam ao crime actuavam com violência e atacavam os estudantes que se dirigiam sozinhos para as aulas em locais mais recatados.

Edição de 20.07.2011 | Sociedade
Os três jovens de 17, 18 e 19 anos indiciados por assaltarem mais de 30 alunos de escolas do concelho de Vila Franca de Xira vão aguardar julgamento em prisão preventiva por ordem do juiz do tribunal da cidade depois de terem sido detidos pela polícia na semana passada. Os rapazes que estão agora no Estabelecimento Prisional de Lisboa chegavam a usar de violência para ficarem com os bens das vítimas. O grupo costumava atacar sobretudo nas zonas de Póvoa de Santa Iria, Forte da Casa e Alverca e escolhia os estudantes na maioria menores que se deslocavam sozinhos para os estabelecimentos de ensino. As vítimas eram ameaçadas com facas e navalhas para darem todos os objectos e dinheiro que tivessem. Em alguns casos as vítimas chegaram a sofrer golpes nos braços quando tentavam defender-se dos agressores.Segundo a PSP os assaltantes não coibiam de usar de violência para conseguir os seus intentos e actuavam sobretudo em locais mais recatados perto das escolas. Os objectos que costumavam roubar de maior valor eram as carteiras, telemóveis, computadores portáteis, fios e pulseiras de ouro. Os ladrões também estão indiciados de fazerem assaltos em paragens de autocarro em Alverca e na estação de comboios da Póvoa de Santa Iria. A investigação já durava há quase dois meses e os suspeitos foram detidos durante uma operação às 09h30 do dia 14 de Julho. Pelas contas da polícia os jovens já se dedicavam a este tipo de assaltos há quase um ano. Os arguidos, naturais e residentes do concelho de Vila Franca, começam a ser investigados na sequência de diversas queixas apresentadas por encarregados de educação. Apesar de se ter conseguido acabar com este foco de insegurança, a PSP continua a recomendar que os alunos mais novos tentem andar em grupo e que evitem zonas e horas de maior risco. Deixar os bens de valor mais elevado em casa não evita que o assalto aconteça mas desmotiva o ladrão. “Hoje em dia todas as crianças querem ter um telefone topo de gama e isso é um convite ao assaltante”, alerta a força policial. A PSP garante que vai continuar a vigiar as imediações das escolas e apela aos cidadãos para que comuniquem actividades que achem suspeitas. Os assaltantes devem ser acusados pelo Ministério Público por crimes de furto ou de roubo, sendo que o de roubo implica penas mais pesadas. Segundo o Artigo 210º do Código Penal “quem, com ilegítima intenção de apropriação para si ou para outra pessoa, subtrair, ou constranger a que lhe seja entregue, coisa móvel alheia, por meio de violência contra uma pessoa, de ameaça com perigo iminente para a vida ou para a integridade física, ou pondo-a na impossibilidade de resistir, é punido com pena de prisão de um a oito anos”.
Grupo de jovens que assaltou mais de 30 alunos de escolas de Vila Franca já está na prisão

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...