uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Obras levam temporariamente Posto de Turismo para a Casa Vieira Guimarães

Edição de 20.07.2011 | Sociedade
A obra de recuperação do Museu João de Castilho, que arranca na primeira quinzena de Agosto, vai fazer com que o Posto de Turismo de Tomar, localizado junto à Mata Nacional dos Sete Montes, venha a ser transferido temporariamente para a Casa Vieira Guimarães (na Rua Serpa Pinto), anuncia a autarquia em comunicado. Adjudicada pelo valor de 165.91,32 euros, a intervenção tem um prazo de execução de 180 dias e recebe 80 por cento de comparticipação do QREN _ Quadro de Referência Estratégico Nacional. A empreitada abrange a cave, rés-do-chão e primeiro andar e, de acordo com o projecto, “todas as paredes estruturantes vão ser mantidas como a obra original, para guardar a memória daqueles que terão sido espaços funcionais aí existentes”. A cobertura e fachada serão recuperadas com materiais que preservem a identidade do edifício. O Museu Municipal João de Castilho foi constituído pela Câmara Municipal de Tomar em 15 de Janeiro de 1937 e homologado pelo ministro da Educação Nacional em 29 de Janeiro de 1938. Tendo como campo temático a Arte, o Museu organiza-se em dois pólos e três núcleos, caracterizados pelas respectivas colecções. O pólo da Av. Dr. Cândido Madureira, junto à Mata dos Sete Montes, alberga o Núcleo de Arte Antiga e o Núcleo de Arte Naturalista, o NAC - Núcleo de Arte Contemporânea está instalado em edifício próprio na Rua Gil de Avô, próximo do Parque do Mouchão e a Galeria dos Paços do Concelho, dedicada às exposições temporárias. O posto de turismo de Tomar regressa ao seu local de origem após a conclusão desta obra.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...