uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Populares declaram guerra aos jacintos e limpam lagoa de Azinhaga

Populares declaram guerra aos jacintos e limpam lagoa de Azinhaga

Nova acção de limpeza está marcada para o próximo sábado

A ideia surgiu de um grupo de amigos que na infância passavam as férias de Verão a brincar nas alvercas de Azinhaga e ali tomavam banho.

Edição de 20.07.2011 | Sociedade
Às nove da manhã já Oriana anda dentro de água a afastar os jacintos para a margem da alverca de Azinhaga (concelho da Golegã) para serem recolhidos pela máquina retroescavadora. Dentro de um pequeno barco, Marco Feijão desempenha a mesma tarefa. No sábado, 16 de Julho, um grupo de três dezenas de populares juntou-se com o intuito de limpar a lagoa de Azinhaga que fica junto à ponte do Cação e devolver o espaço à população.A tarefa não foi fácil. Toda a lagoa estava coberta de jacintos, uma planta infestante que impede a água de oxigenar e o desenvolvimento da fauna piscícola. O grupo foi dividido em três equipas. Uma ficou numa parte mais íngreme da alverca, ao início da lagoa, encarregue de tirar os jacintos da água. A segunda ficou responsável por cortar as canas e salgueiros que crescem junto à lagoa. A terceira ficou na outra ponta da lagoa com a mesma tarefa de retirar os jacintos da água.A ideia surgiu de um grupo de amigos que na infância passavam as férias de Verão a brincar nas alvercas de Azinhaga e chegavam a tomar banho no local. Algo que agora é impossível. “Os jacintos sujam a água o que é uma pena porque já não podemos usufruir deste espaço como fazíamos há 20 anos. Queremos limpar o espaço para podermos utilizá-lo com frequência”, explica José Marques, um dos mentores da ideia e que também andou dentro de água a recolher jacintos.Segundo dados da organização, foram recolhidos cerca de duas dezenas de reboques carregados de jacintos o que equivale a aproximadamente duas toneladas desta planta. A limpeza levada a cabo pelo Movimento SOS Alvercas de Azinhaga contou com o apoio da Câmara da Golegã que disponibilizou um tractor para carregar o lixo e dois dias antes desimpediu o caminho de acesso à alverca, que estava coberto de mato.António Cunha, 67 anos, gostou da ideia de limpar a lagoa de Azinhaga e não hesitou em juntar-se ao grupo. “Estas ideias deviam acontecer mais vezes. Lembro-me quando era criança de vir tomar banho para esta lagoa e brincar aqui no Verão. É uma pena que esta alverca esteja neste estado onde não se vê um pedaço de água”, afirma o reformado que também ajudou na limpeza.Esta é a primeira vez que um grupo de populares se junta para limpar um espaço para depois usufruír dele. Os moradores lamentam que a alverca de Azinhaga não esteja limpa para poderem utilizá-la durante todo o ano. A iniciativa durou até às seis da tarde mas ainda ficou muito trabalho por fazer. Por isso, o Movimento SOS Alvercas de Azinhaga já marcou nova acção de limpeza para o próximo sábado, 23 de Julho. Quem quiser participar só tem que aparecer no local à hora prevista e com vontade de trabalhar.
Populares declaram guerra aos jacintos e limpam lagoa de Azinhaga

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...