uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

“Tiro e queda” com nova direcção depois da polémica da caça aos pássaros

Anterior vice-presidente foi apanhado pela GNR com quase uma dezena de animais apanhados ilegalmente

Clima de tensão na Associação de Caçadores de Benavente acabou com a eleição de uma nova direcção. Duas centenas de sócios de todo o país foram votar nas eleições de 16 de Julho

Edição de 20.07.2011 | Sociedade
Acabou o clima tenso que se vivia na Associação de Caçadores “Tiro e Queda” de Benavente, com a eleição de novos corpos sociais. Quase 200 sócios de todo o país puniram nas urnas da associação a lista B, que integrava um elemento que foi apanhado pela GNR no inicio do ano a caçar pássaros ilegalmente na várzea entre Benavente e Samora Correia.A situação gerou mal estar entre os caçadores e levou a uma acesa disputa interna até às eleições que se realizaram no dia 16 de Julho, que viriam a dar como vencedor a Lista A, encabeçada por Edmundo Sequeira Policarpo. A nova lista venceu por 168 votos contra 26 do anterior dirigente, que, recorde-se, era vice-presidente da direcção quando o seu automóvel foi apreendido pelas autoridades com quase uma dezena de aves no seu interior, que terão sido alegadamente apanhadas na várzea. Ao nosso jornal o dirigente garantiu que não se encontrava a apanhar os pássaros para vender mas sim para ter na sua habitação. “Sou um cidadão limpo e honesto”, afiançou. A apanha ilegal de pássaros selvagens é uma actividade lucrativa no concelho que tem vindo a aumentar, como noticiou o nosso jornal.Das eleições resultaram também três votos nulos. Os novos dirigentes garantem que se tratou de um caso isolado na associação e garantem que todos os caçadores estão unidos para fazer avançar a “Tiro e Queda”.“As eleições acabaram mas só há uma associação. Já falei com os indivíduos da lista perdedora e eles vão-nos ajudar. Vamos esquecer tudo o que está para trás”, afiança Alfredo Oliveira, gestor da associação, a O MIRANTE. Também o novo presidente, Edmundo Policarpo, diz que o assunto está ultrapassado e considera que o caso não afectou a reputação da associação. Ao nosso jornal apela a que os sócios respeitem o anterior dirigente. “Tal como não tolerávamos faltas de respeito para connosco na altura da anterior direcção não permitiremos faltas de respeito para com esse senhor”, avisa Edmundo Policarpo. A nova direcção refere que vai introduzir mudanças na forma de gestão que passam, entre outros, pela aquisição de reservas associativas e turísticas, criação de um campo de treino intensivo, realizar soltas de perdizes e faisões durante a época das codornizes, realizar intercâmbios com as associações do concelho de Benavente e realização de eventos em colaboração com a Câmara Municipal de Benavente e com a Junta de Freguesia.A nova lista é composta por Edmundo Policarpo, Sebastião Domingos (vice-presidente), João Ganhão (secretário), Rui Coelho (tesoureiro) e Luís Xarana (vogal). A assembleia será composta por Victor Domingos (presidente), Silvério Paulo (vice-presidente) e Luís Pinheiro (vogal). O conselho fiscal será composto por José Anacleto (presidente), Alfredo Oliveira (vice-presidente) e Nuno Santos (secretário).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...