uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vítor Frazão desiste de candidatura à concelhia do PSD mas não à Câmara de Ourém

Edição de 20.07.2011 | Sociedade
O vereador do PSD e ex-presidente da Câmara de Ourém, Vítor Frazão, não vai concorrer à concelhia do partido, face ao surgimento de outros candidatos, mas avisa desde já que vai candidatar-se à presidência do município, em 2013, pelo PSD ou por um movimento independente, caso não reúna consenso no seio do partido.Em comunicado dirigido aos militantes do PSD, o vereador lembra a sua carreira política como militante social-democrata, durante o qual assumiu “de forma leal, cívica, dedicada e humanista” diversos cargos partidários e autárquicos, nomeadamente presidente da Junta de Freguesia de Fátima e presidente da Câmara Municipal de Ourém.“Em reuniões oficiais dos órgãos do nosso Partido realizadas nos primeiros meses deste ano, afirmei a intenção de me candidatar à câmara municipal em 2013 - o que reitero - e, também, à presidência da Comissão Política Concelhia, cujas eleições estão marcadas para 29 do corrente”. Porém, diz, “desenvolvimentos posteriores - fruto de estratégias das quais me quero demarcar - fizeram surgir outras candidaturas à Comissão Política, que alteraram as condições partidárias indispensáveis para eu ser candidato e formar uma lista única, que visava conciliar o partido”.E como não quer contribuir para divisões no partido, Vítor Frazão decidiu não se candidatar à concelhia, “esperando que a lista vencedora seja capaz de aproveitar esta oportunidade”. “Todavia, como social-democrata, reafirmo a intenção de me candidatar à Câmara Municipal de Ourém em 2013 pelo PSD ou, não reunindo consenso, ficará o Movimento de Cidadania - constituído por simpatizantes e militantes descontentes - com liberdade para “ insistir” em convidar-me, facto que, à posteriori, ponderarei”, conclui.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...