uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Uma questão de vida ou de morte

Edição de 27.07.2011 | O Cartoon da Notícia
Na última reunião pública do executivo camarário de Azambuja o vereador da Coligação Pelo Futuro da Nossa Terra, António Jorge Lopes, e o presidente da câmara, Joaquim Ramos (PS), envolveram-se numa discussão sobre qual dos dois era o que estava menos morto. A discussão acabou sem ser necessária a intervenção dos médicos ou de algum especialista que comprovasse a vitalidade de cada um para as funções políticas. A situação foi espoletada pelo vereador da coligação (PSD, CDS-PP, PPM, MPT), quando começou a atacar a gestão financeira que tem sido feita no município. Primeiro começou por dizer que “existiram muitos investimentos que não eram prioritários” e que o presidente tem problemas de audição, porque faz “ouvidos de mercador” aos avisos da oposição e dos próprios colegas do Partido Socialista. E depois rematou que Joaquim Ramos a “cada dia que passa é menos presidente da câmara do que foi na véspera”. Indignado, Joaquim Ramos refutou a acusação de que estava a morrer politicamente e resolveu fazer o diagnóstico clínico do opositor: “Também posso dizer que o senhor é a cada dia que passa menos vivo e cada vez mais morto”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...