uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Carlos Coutinho diz que está disponível para ser candidato à Câmara de Benavente

O facto do presidente da autarquia, António José Ganhão, recusar fazer comentários sobre se Carlos Coutinho pode vir a ser o candidato nas próximas autárquicas indicia que essa opção está a ganhar forma.

Edição de 27.07.2011 | Sociedade
O presidente da Câmara Municipal de Benavente, António José Ganhão (CDU), garantiu a O MIRANTE que não vai interferir na escolha do seu sucessor nas próximas eleições autárquicas, altura em que já não pode concorrer à presidência do município por ter atingido o limite de mandatos imposto por lei. “Eu não tenho ninguém em mente para ser meu sucessor, isto não é uma dinastia. Só os colectivos tomam decisões e eu não irei escolher quem quer que seja nem me sentiria bem nesse papel”, refere António José Ganhão.Mas nos últimos meses tem-se falado em possíveis candidatos como o seu vice-presidente no município, Carlos Coutinho, e o actual deputado da Assembleia da República, eleito pelo distrito de Santarém, António Filipe, nome que Ganhão vê como pouco provável na liderança de uma lista da CDU (coligação do PCP e de “Os Verdes”) concorrente às eleições em 2013. Já relativamente a Carlos Coutinho o presidente recusa fazer qualquer comentário. O autarca, que gere o município há três décadas, diz que acha “estranho” que o seu camarada de partido, António Filipe, venha a ser o candidato em Benavente, porque, explica, “é um excelente deputado, tem mandatos na Assembleia da República e julgo que não deixará de os cumprir para ser presidente de câmara”. O nome de António Filipe tem vindo a ser falado depois de ter aparecido várias vezes no concelho em actos públicos, como na manifestação realizada no início do ano frente ao Centro de Saúde de Benavente, onde a comissão de utentes exigiu mais médicos para aquela unidade de saúde. Carlos Coutinho continua a ser apontado como a escolha mais provável para suceder a Ganhão e o facto de este não querer falar sobre o assunto indicia que essa opção está a ganhar forma. Carlos Coutinho disse a O MIRANTE que a escolha não depende dele, mas considera-se com perfil e com condições para ser presidente da câmara. Uma coisa é certa, a CDU não quer arriscar-se a perder o seu bastião no sul do distrito, onde conquistou oito maiorias absolutas. E por isso não será de descurar o facto de Coutinho ter experiência autárquica, ser muito próximo de Ganhão e gozar de alguma popularidade no concelho. De qualquer das formas, e sabendo-se da sua proximidade com a população, António José Ganhão será uma importante ajuda no lançamento do cabeça de lista que venha a ser escolhido. Na região o autarca é também vice-presidente do conselho de administração da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo e vice-presidente do conselho executivo da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, cargos que também são importante para o partido, visto que a empresa de gestão de águas e saneamento e a comunidade intermunicipal são constituídas na sua maioria por câmaras municipais do PS. António José Ganhão conseguiu ter também muita visibilidade por ser vice-presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...