uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Mãe e filho habitam em condições desumanas numa casa sem água nem luz

Mãe e filho habitam em condições desumanas numa casa sem água nem luz

Vizinha continua a lutar para reparar casa em Almoster que ameaça ruir
Edição de 27.07.2011 | Sociedade
Depois de várias iniciativas de solidariedade para angariar dinheiro para a reconstrução da habitação de Maria da Conceição Correia, que vive em condições desumanas na sua casa em Albergaria, localidade da freguesia de Almoster, Santarém, Mariana Carmona ainda não conseguiu o dinheiro suficiente para alcançar o seu objectivo. (ver edição 24-06-2010 de O MIRANTE) Mariana Carmona tem batido a todas as portas mas até agora não tem tido sucesso.Sem dinheiro suficiente para reconstruir a casa, a solução está em reparar a habitaçãow que Mariana Carmona acredita “não aguentar mais um Inverno”. A vizinha de Conceição Correia falou com um pedreiro “conhecido” que aceitou fazer a reparação da casa voluntariamente. Material para as obras já existe. O problema é que o orçamento para a reparação completa da casa é de aproximadamente 12 mil euros e Mariana Carmona refere que na conta de solidariedade criada para ajudar esta idosa que vive com o filho existem apenas cinco mil euros.Mariana Carmona apela às pessoas que possam contribuir para ajudar a dar melhores condições de vida a esta família. Quem quiser ajudar a Maria da Conceição e o filho, Paulo Correia, pode fazê-lo através de um depósito na conta com o NIB 0045 5440 4023 6616 291 45.A casa, sem as mínimas condições de habitabilidade, não tem água nem luz e chove em todas as divisões da habitação. Maria da Conceição vive com o filho, Paulo, doente psiquiátrico, cujo quarto é um cubículo onde mal cabe a cama onde dorme. Um plástico preto sob o tecto que está a cair serve de protecção quando chove. As necessidades fisiológicas são feitas num balde colocado numa das divisões da casa que depois é despejado nas traseiras da habitação.A reforma que a idosa recebe, de aproximadamente 300 euros mensais, mal chega para os cerca de duzentos euros que ambos gastam, mensalmente, em medicamentos. Mãe e filho vivem da caridade dos vizinhos que os ajudam no pagamento das despesas. A casa de Maria da Conceição tem muitos anos e com o tempo foi-se degradando e actualmente corre o risco de ruir.Ajudar a idosa é uma meta para Mariana Carmona desde que conheceu Conceição há cerca de três anos quando comprou uma casa nas proximidades. As condições “desumanas” que encontrou sensibilizaram-na e desde esse dia decidiu ajudá-la a ter uma casa decente.
Mãe e filho habitam em condições desumanas numa casa sem água nem luz

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...