uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Vestígios neolíticos encontrados em terreno a poucos metros do Sorraia

Vestígios neolíticos encontrados em terreno a poucos metros do Sorraia

Câmara de Coruche tem apoiado professor universitário nas escavações na Herdade das Casas Novas, a poucos metros do rio. Objectivo é colocar no museu municipal artefactos com seis mil anos encontrados nas escavações.

Edição de 28.09.2011 | Sociedade
Pedaços de cerâmica, carvão, sílex, ossos provavelmente de ovelhas e outros artefactos são sinais de que terão vivido em Coruche, onde hoje existe uma herdade na margem esquerda do rio Sorraia, comunidades de pessoas há cerca de seis mil anos, no Neolítico Antigo.Duas sondagens estão em curso lideradas pelo professor Vítor Gonçalves, catedrático da Universidade de Lisboa e presidente do Instituto de Arqueologia da mesma universidade, junto a um pequeno pinhal, nas proximidades de um campo de milho e a poucos metros do rio Sorraia. Dentro de um dos buracos escavados, uma zona de seixos de rio dá a entender aos arqueólogos que aquela superfície foi criada para assar peixe. Nessas sondagens foram também detectados buracos circulares com alguma profundidade, aparentemente usados para o mesmo fim.A zona é completamente arenosa, como a beira do rio, e Vítor Gonçalves calcula que até ali se estendesse o leito do Sorraia. Estimam ainda que ali se tenha praticado agricultura, apesar do solo arenoso, por grupos populacionais de 100 a 150 elementos que tivessem optado pela agricultura em vez da caça.Durante a visita, realizada recentemente, com um grupo maioritário de estudantes, não faltaram alguns autarcas, como o presidente e o vice-presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes e Francisco Oliveira.Para Dionísio Mendes justifica-se o apoio que a autarquia tem dado ao projecto. “O local tem interesse arqueológico para perceber os primórdios da ocupação humana na área do concelho, pelas primeiras populações que praticaram a agricultura em vez da caça”, disse Dionísio Mendes estimando que alguns artefactos vão fazer parte da colecção do museu municipal por não haver material suficiente para, naquela local, criar um percurso histórico-turístico.
Vestígios neolíticos encontrados em terreno a poucos metros do Sorraia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...