uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Entroncamento reestrutura transportes urbanos mas não aumenta preços

Linha vermelha completamente alterada e menos autocarros nas horas mortas
Edição de 06.12.2011 | Sociedade
A partir de 3 de Janeiro de 2012 entram em vigor novos horários e percursos dos transportes urbanos do Entroncamento (Ture) mas não aumentam os preços dos diversos títulos de transporte. A decisão foi tomada pelo executivo municipal na reunião de 21 de Novembro, na sequência de um estudo feito ao longo dos últimos meses pelos serviços municipais sob a supervisão do presidente da câmara, Jaime Ramos (PSD) e a colaboração do vereador do BE, Carlos Matias.O aumento de preços de bilhetes e passes, em conjunto com a alteração dos horários, chegou a ser equacionado mas foi colocado de parte por se ter concluído que a conjugação da reformulação dos horários e de percursos permitiria um resultado praticamente igual, ou seja, uma recuperação em relação aos gastos de 2010 na ordem dos 61,7 por cento. Nas horas de menor utilização (meio da manhã e meio da tarde) vai diminuir significativamente a frequência de passagem de autocarros nas três linhas existentes (azul, verde e vermelha). Os percursos da linha vermelha foram totalmente reformulados. Deixaram de ligar apenas zonas periféricas da cidade, passando a transportar passageiros dessas zonas para o centro. Tratava-se de uma situação que há muito vinha sendo colocada pelo vereador do BE mas que sempre foi contrariada pelo então responsável pelos transportes, João Fanha Vieira (pediu entretanto a exoneração de vereador) com a alegação que o desenho do percurso tinha sido feito por especialistas em transportes.Numa declaração lida após a aprovação dos novos horários e percursos, Carlos Matias não deixou de realçar tal facto. “A nova organização dos serviços corrige erros de concepção da segunda fase dos TURE, alguns que repetidamente aqui apontei. Refiro-me, por um lado, à total reformulação da linha vermelha que, por simplesmente unir zonas periféricas, quase não tem passageiros e acumula prejuízos consideráveis, sem servir ninguém. O que não admira, dado o traçado errado que teve desde o seu início. Esta linha passará agora a unir periferias ao centro, respondendo à necessidade da maioria das pessoas dessas zonas. Efectivamente, apesar de receber menos carreiras, as zonas do Casal Sentista, das Fontainhas e do Bonito ficarão mais próximas do centro da cidade, pois serão servidas por autocarros quase directos de e para a estação da CP. Para os passageiros oriundos dessas zonas periféricas, o tempo de percurso até ao centro será consideravelmente reduzido, respondendo assim à principal crítica dos moradores ao serviço. Por outro lado a reorganização dos percursos permite servir com as linhas verde e vermelha uma outra zona muito procurada, mas até agora não servida pelos TURE. Trata-se da zona da Junta de Freguesia de N.ª S.ª de Fátima, da Segurança Social e do Supermercado LIDL”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...