uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Factura da água aumenta 6,6% em Santarém

Edição de 14.12.2011 | Economia
A factura da água no concelho de Santarém vai subir em média 6,6 por cento (%) em 2012, segundo a proposta de revisão do tarifário da Águas de Santarém aprovada pelo executivo camarário em reunião realizada esta segunda-feira. Uma proposta aprovada pela maioria PSD e que contou com os votos contra dos dois vereadores do PS que consideraram o aumento, acima da taxa de inflação prevista, como mais uma sobrecarga para os consumidores em tempo de crise. O vereador do PS António Carmo referiu que já no ano passado o aumento foi acima da inflação e defendeu que a actualização de preços devia ser menos expressiva.A directora geral da empresa municipal Águas de Santarém, Marina Ladeiras, disse compreender a argumentação dos socialistas mas sublinhou que a empresa necessita de receitas para cumprir o plano de investimentos a que se propôs e o tarifário é a principal fonte de financiamento próprio para essas obras. O aumento médio de 6,6% resulta do aumento efectivo de 3,93% (1% mais taxa prevista de inflação) para o serviço de abastecimento de água e de 14,32% para o serviço de saneamento de águas residuais. Os novos preçosA tabela aprovada para 2012 para a grande maioria dos consumidores (os que não usufruem de tarifa social ou da tarifa para famílias numerosas) é a seguinte relativamente ao preço da água: consumos até 5 metros cúbicos (m3) é de 43 cêntimos/m3; entre 6 e 15 m3 (80 cêntimos/m3); de 16 a 25 m3 (1,57 euros/m3); mais de 25 m3 (2,11 euros/m3). Consumidores não domésticos pagam 1,57 euros/m3 e autarquias e instituições pagam 1,41 euros/m3.Quanto à tarifa de saneamento, indexada ao consumo de água: no escalão até 5 m3 é de 25 cêntimos/m3; de 6 a 15 m3 é de 47 cêntimos/m3; de 16 a 25 m3 é de 0,93 cêntimos/m3; mais de 25 m3 é de 1,26 euros/m3. Os clientes não domésticos pagarão 93 cêntimos por metro cúbico de água consumida e autarquias e outras instituições pagam 84 cêntimos/m3.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...