uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Encerramento e redução de horário de bibliotecas de Azambuja

Edição de 14.12.2011 | O Mirante dos Leitores
Caro Sr. Presidente da Câmara Municipal de Azambuja, Joaquim Ramos, venho por este meio expressar o meu mais profundo pesar pela recente decisão da Câmara de encerrar uma biblioteca durante o mês de Dezembro e reduzir substancialmente o horário de outras duas (passam a encerrar aos sábados, estão abertas de terça-feira a sexta-feira das 10h30m às 18h30m). A rede de bibliotecas de Azambuja presta um serviço imprescindível aos habitantes deste concelho, promovendo a cultura, a informação e a leitura. A Biblioteca Municipal de Azambuja tem inscritos 4749 leitores e durante os primeiros seis meses deste ano teve uma média mensal de 2436 leitores, sendo uma boa parte destes leitores aos sábados (por exemplo no mês de Junho, ultimo em que são conhecidos os dados, o dia mais frequentado foi um sábado que registou 129 leitores que utilizaram o cartão, não são contabilizados os empréstimos no local, os utilizadores da sala multimédia e os trabalhos de grupo pois o cartão da biblioteca não é utilizado nestas situações). O Sr. Presidente da Câmara Municipal de Azambuja informou-me que a redução do horário de funcionamento das Bibliotecas do concelho se deve a uma escassez de meios humanos, por não ser possível renovar os contratos dos funcionários que terminaram. Pois eu pergunto se o Sr. Presidente e a sua equipa, como bom gestores que são da coisa pública, não deveriam atempadamente ter previsto esta situação e tomado as medidas necessárias para que tal não se verifica-se, pois o fim de contratos de trabalho são situações perfeitamente conhecidas e como tal deveriam ser atempadamente acauteladas. Informou-me também que esta era uma situação provisória e temporária, mas como sabemos as coisas provisórias têm tendência a manterem-se de forma permanente. Por tudo isto, peço-lhe encarecidamente que resolva este problema da forma mais expedita que possa, visto o acesso à informação e cultura estar cada vez mais difícil e caro nos tempos que correm.Rui Manuel Peralta da Costa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...