uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Desempregado assalta banco vestido de pescador e é apanhado em flagrante

Desempregado assalta banco vestido de pescador e é apanhado em flagrante

Família do assaltante que está em prisão preventiva ficou abalada com o episódio

Em Foros de Salvaterra de Magos ainda ninguém acredita que Nelson Moreira tenha assaltado o banco Millennium BCP, em Samora Correia. A família está completamente consternada. Uma depressão profunda e o desemprego são as razões invocadas pelo irmão para o assalto.

Edição de 21.12.2011 | Sociedade
Há mais de um ano desempregado, sem dinheiro no bolso e com uma depressão profunda. Este é o quadro em que vivia Nelson Moreira, de 37 anos, que na manhã de sexta-feira, 16 de Dezembro, resolveu assaltar a dependência do banco Millennium na Avenida O Século, em Samora Correia, concelho de Benavente. Nelson, que trabalhava como operador de gruas, muniu-se de uma espingarda caçadeira para fazer o assalto. A vida complicada de Nelson, que vive com uma mulher que também está desempregada, é o motivo encontrado pelo irmão do assaltante para que este tenha cometido tal acto. Acreditando que ele agiu em desespero de causa. “Estamos todos muito abalados com tudo e ainda não acreditamos muito bem no que aconteceu. O que posso dizer é que o meu irmão se passou completamente da cabeça”, confessa o irmão, visivelmente consternado, que pede para não ser identificado. Em Foros de Salvaterra de Magos, concelho de Salvaterra de Magos, onde o assaltante e a família residem, a população também está incrédula. Nelson Moreira é conhecido por ser um bom rapaz que nunca se meteu em confusões. Operador de gruas, teve um acidente de trabalho há um ano que lhe provocou uma fractura na coluna. Depois de recuperar, tentou arranjar emprego em Portugal e no estrangeiro, mas nunca conseguiu. O subsídio de desemprego da actual companheira estava prestes a terminar e o irmão sabe agora que Nelson Moreira estava sem qualquer dinheiro na carteira. “O meu irmão teve neste último ano três depressões e andava a ser medicado. Estava cada vez mais isolado, mal saía de casa, não estava realmente bem”, acrescenta. Os pais de Nelson Moreira estão fortemente abalados e a mãe só agora começou a arranjar forças para enfrentar a situação. “Parece um pesadelo, mas é nestes momentos que temos de nos unir para ultrapassar os problemas e darmos o máximo de apoio possível ao meu irmão”, conclui o irmão. Nelson Moreira foi ouvido em primeiro interrogatório pelo juiz de instrução criminal do Tribunal de Vila Franca de Xira que lhe aplicou a medida de coacção de prisão preventiva até à realização do julgamento. Recorde-se que o morador de Foros da Salvaterra entrou na dependência bancária vestido de pescador, com gorro na cabeça e óculos escuros. Trazia também consigo um saco com canas de pesca onde tinha dissimulado uma caçadeira. Nelson chegou a disparar um tiro para o ar para intimidar os funcionários do banco, antes de conseguir juntar todo o dinheiro da caixa e ainda de um mini-cofre. Na altura um cliente conseguiu sair do banco e começou a gritar no preciso momento em que passava de carro uma patrulha da GNR. Os guardas saíram do carro e já na rua o assaltante tentou disparar sobre a GNR, mas a caçadeira encravou e o ladrão acabou detido. Durante o assalto, quando ainda estava dentro do banco, gritou que precisava de dinheiro para sustentar a família.Para além da caçadeira e do dinheiro, foram apreendidos o silenciador e respectiva munição e um automóvel preto, com matrícula falsa, que o assaltante deixou estacionado a 200 metros do banco. Não se registaram quaisquer vítimas ou feridos.
Desempregado assalta banco vestido de pescador e é apanhado em flagrante

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...