uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Não vai faltar animação em Santarém na noite de passagem de ano

Fim de ano com dois palcos ao ar livre e festa paga no Convento de S. Francisco
Edição de 28.12.2011 | Cultura e Lazer
Apesar da crise, a animação de fim de ano mantém-se no centro de Santarém. No Jardim da Liberdade, e com entradas livres, a tenda gigante multiusos montada pelo grupo El Galego terá como protagonista David Antunes e a Banda do 5 Para a Meia-Noite até à contagem decrescente para as 12 badaladas, que pode ser acompanhada num ecrã gigante. O fogo de artifício no ar à meia-noite é lançado, como habitualmente nos últimos anos, nas instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria. A noite do Ano Novo prossegue com a música de DJ Kiká. Ao mesmo tempo, no coreto do Jardim da República há baile com Pedro Melão, enquanto na sala anexa ao Convento de S. Francisco há banquete gourmet e festa de passagem de ano com entrada paga. O chef Igor Martinho e a sua equipa vão confeccionar e servir a refeição, enquanto a noite de música madrugada dentro é assegurada pelos DJ Nuno Lopes, Alif, Animal Prints, entre outros DJ surpresa. A sala terá capacidade para 100 lugares, dos quais 55 com entradas a 55 euros com direito a tudo. No próprio dia as reservas custam 15 euros, e 12 ou 10 euros consoante aquisição em dias anteriores, para entrada apenas para a festa após as 23h00. Classe é o que se exige para o banquete-festa de passagem de ano, salientou o organizador, Artur Casaca. Da receita obtida, dez por cento reverte para obras de recuperação do Convento de S. Francisco. Durante a apresentação da festa de fim do ano, o administrador-executivo da CUL.TUR, José Valentim, salientou a importância das parcerias privadas para que a câmara não seja onerada com a organização da Festa de Fim de Ano como em edições anteriores. Questionado sobre quanto prevê a câmara gastar com a festa, o responsável disse não saber os números. “Continuamos a proporcionar o hábito de celebrar o fim de ano na rua para quem quer passar o ano em Santarém, seja de cá ou venha de fora”, assinalou, esclarecendo que a opção pelo Jardim da Liberdade e pelo Jardim da República vinha sendo pensada desde 2010, em detrimento da praça Velha e do largo do Seminário.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...