uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Classificação do sobreiro vai dar mais protecção e importância à espécie

Classificação do sobreiro vai dar mais protecção e importância à espécie

Edição de 28.12.2011 | Economia
Os promotores da petição que deu origem à resolução para instituir o sobreiro como “Árvore Nacional de Portugal”, aprovada na passada semana na Assembleia da República, congratularam-se com a decisão por dar mais protecção e importância à espécie.“Esperamos que esta nomeação contribua, não só para o aumento da sua protecção, mas, sobretudo, para que as pessoas se apercebam da importância da árvore e o que o seu habitat representa”, disse à Agência Lusa João Quadrado, biólogo da Associação Transumância e Natureza.O Parlamento aprovou, por unanimidade, uma resolução, subscrita por todos os grupos parlamentares e que se baseia numa petição promovida pelas associações Árvores de Portugal e Transumância e Natureza para instituir o sobreiro como “Árvore Nacional de Portugal”.Com a atribuição deste estatuto, segundo o biólogo João Quadrado, o sobreiro adquire “um valor acrescido” e, com isso, “uma maior protecção e consciência geral da população para a sua importância”.“O sobreiro é uma das árvores mais importantes do país, porque representa um grande produto florestal, que é a cortiça”, frisou, destacando igualmente o facto de a árvore existir “em poucos sítios no mundo” e possuir “uma biodiversidade bastante grande”.Segundo o último Inventário Florestal Nacional (2005/2006), a floresta ocupa mais de 3,45 milhões de hectares, sendo o sobreiro responsável por mais de 716 mil hectares, ou seja, 23 por cento do total nacional e 32 por cento da área que a espécie ocupa em todo o Mediterrâneo ocidental.A espécie tem ampla distribuição no território nacional continental, estando presente desde o Minho ao Algarve. Portugal é líder mundial na produção, transformação e comercialização de cortiça, produzindo cerca de 200 mil toneladas por ano, o que corresponde a mais de 50 por cento do total mundial.
Classificação do sobreiro vai dar mais protecção e importância à espécie

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...