uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Novo edifício do Centro Paroquial de Almeirim não pode ser construído no terreno oferecido pela câmara

Quando a obra estava a iniciar-se descobriu-se que existem no local condutas de esgotos que obrigam a novo projecto

O responsável pelo Centro Paroquial de Almeirim, padre António Garcia, só espera que estas alterações não venham a implicar grandes atrasos que comprometam a atribuição dos fundos comunitários já aprovados.

Edição de 28.12.2011 | Sociedade
O novo edifício do Centro Paroquial de Bem-Estar Social de Almeirim já não vai ser construído no terreno para onde estava previsto e onde já foi lançada a primeira pedra. Logo após a cerimónia da primeira pedra a câmara municipal, que ofereceu o terreno, foi alertada pelos serviços técnicos da autarquia que no subsolo do lote na zona dos Charcos, junto ao novo centro escolar, passam duas condutas de esgotos, o que obrigava a uma alteração profunda do projecto. A Câmara de Almeirim tem estado em negociações com o centro paroquial e a solução para já mais fácil e que está praticamente aceite é fazer o edifício num terreno também da autarquia ao lado do campo de futebol, onde chegou a existir um heliporto que nunca funcionou por não estar dotado dos equipamentos necessários. O padre António Garcia, responsável pela instituição, só espera que com estas mudanças não se percam os fundos comunitários já aprovados para a obra.O vice-presidente da autarquia, Pedro Ribeiro (PS), disse a O MRANTE que “o mais prudente é transferir o projecto para outro local de modo a evitar mais custos”, acrescentando que os serviços da câmara “estão a solucionar do ponto de vista administrativo a transferência do terreno”. Esta alteração vai ter que ser submetida à apreciação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, da qual a região da Lezíria depende em termos de atribuição de fundos comunitários. Segundo o pároco de Almeirim, está a tentar-se encontrar formas de não se alterar o projecto para a nova localização de modo a que não ocorram mais atrasos. António Garcia reconhece também que a primeira localização era melhor e que o espaço junto ao campo de futebol tem desvantagens, como o facto de ficar afastado do centro da cidade. A intenção de construção de um novo edifício para substituir os actuais que estão desadequados já vem de há uns anos. Recorde-se que a primeira pedra no terreno inicialmente previsto, com quatro mil metros quadrados, foi lançada no dia 15 de Setembro pelo bispo de Santarém, D. Manuel Pelino Domingues. Numa cerimónia que contou com a presença do presidente e de vereadores da Câmara de Almeirim. A obra representa um investimento total de aproximadamente dois milhões de euros sendo comparticipado em 70 por cento pelo QREN (Quadro Referência Estratégico Nacional). Na altura o presidente da câmara, Sousa Gomes (PS), referiu que este investimento vai responder a “muitas necessidades” da comunidade local. O projecto prevê uma creche com capacidade para 66 crianças e lar com capacidade para 35 idosos, além de garantir ainda apoio domiciliário a cerca de 45 utentes e meia centena de utentes no centro de convívio. A vantagem do novo edifício do Centro Paroquial de Almeirim é concentrar todas as valências, actualmente divididas por várias instalações, num único espaço.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...