uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Sporting de Tomar comemorou 97º aniversário

Entrega de emblemas de ouro aos sócios com mais de cinquenta anos marcou a cerimónia

Foi com um jantar comemorativo que o Sporting de Tomar comemorou o seu 97.º aniversário, na quarta-feira, 29 de Fevereiro. A ocasião juntou mais de uma centena e meia de sócios, simpatizantes e atletas. O presidente do clube, João Henriques, recordou todos os que contribuíram para a história do clube ao longo dos anos, evocando as suas origens. E pediu a ajuda dos sócios e entidades para terminar as obras e abrir a nova sede do clube.

Edição de 07.03.2012 | Desporto
O clube foi fundado a 26 de Fevereiro de 1915 por iniciativa de um grupo de jovens estudantes tomarenses, entre os quais Maia Pereira, Júlio Bento, António Quintas, Augusto Correia, Amorim Rosa, António Jacinto Coelho (sócio número um) Domingos Bispo e António Souto. “De 1950 até aos dias de hoje, o hóquei em patins passou a ser a modalidade principal do clube, com relevo para os três títulos de campeão nacional da 2ª Divisão, a participação em competições europeias e, em muitas épocas, a disputar o nacional maior, como acontece na actualidade”, referiu no discurso. O presidente do clube, João Henriques, garantiu que ao fim de quase um século de história o Sporting de Tomar está “bem vivo”, o que é facilmente demonstrado pelo elevado número de jovens que diariamente vestem a camisola do clube para treinar ou disputar as modalidades que continuam a trazer glória para a cidade de Tomar. “Só o Sporting de Tomar, Sport Lisboa e Benfica e Hóquei de Turquel conseguiram colocar quatro equipas de formação nos nacionais”, disse com orgulho.Mas João Henriques também apelou à ajuda para terminar e inaugurar a nova sede. “Temos uma sede praticamente pronta, há pequenas coisas por fazer, são coisas pequenas, mas são coisinhas que custam dinheiro, precisamos da ajuda de todos para a finalizar. Queremos que esta sede seja a menina dos nossos olhos”, referiu o presidente.Antes da entrega de emblemas de ouro aos sócios com mais de cinquenta anos de fidelidade ao clube, João Henriques apontou os associados, Arménio Valentim, Lúcio Baltazar, Fernando Bonet, Manuel Mota e Manuel Bento Baptista, como um exemplo de persistência. “Persistência que nós queremos continuar a desenvolver. Temos neste momento 1500 sócios, queremos chegar aos dois mil, por isso precisamos de inaugurar a sede para lhes dar as condições que eles merecem”.Desportivamente o clube não podia estar melhor, com a equipa sénior a disputar os primeiros lugares da segunda divisão nacional, e todas as equipas jovens a disputar os respectivos campeonatos nacionais, a direcção volta-se decididamente para a reorganização interna do clube. “Temos um espólio ao nível dos grandes clubes portugueses, espólio que estava disperso e encaixotado sem visibilidade, agora estabelecemos uma parceria com o Instituto Politécnico de Tomar, que através da sua área de conservação e restauro, vai restaurar todo o nosso espólio para ser colocado em exposição. Será um museu que contará a história do Sporting de Tomar”, garantiu João Henriques.Existem neste momento algumas pessoas com vontade de reactivar outras modalidades que já foram fortes no Sporting de Tomar. João Henriques disse que a sua direcção está aberta a estudar a forma de reactivação, mas garantiu também que para isso é preciso que as entidades olhem de outra maneira para o clube. “Só com a ajuda de todos podemos continuar a engrandecer o clube e a cidade. Temos dificuldades financeiras como toda a gente. Achamos que merecíamos mais apoio da Câmara Municipal de Tomar”, disse. Presente no jantar, o presidente da câmara, Carlos Carrão, salientou a importância da construção de uma sede social, salientou a coragem dos homens e mulheres que estão e têm estado à frente do clube, e garantiu que apesar das dificuldades, a câmara não vai abandonar o clube. “A câmara vai apoiar o resto da construção da sede. Estamos também a definir os apoios que são possíveis noutras áreas, podem contar connosco para trabalhar-mos em conjunto pelo engrandecimento do desporto no concelho de Tomar”.Presentes no jantar estiveram algumas figuras gradas do Sporting Clube de Portugal, clube de que o Sporting de Tomar é a filial número um. Os ex-jogadores de futebol, Hilário, Fernando Peres e Beto, e o hoquista Ramalhete, foram distribuindo autógrafos pelos jovens presentes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...