uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Carrinha destruída após explosão de posto de transformação da EDP

Edição de 07.03.2012 | Sociedade
Um posto de transformação da EDP explodiu na tarde de segunda-feira, 5 de Março, cerca das 18h00, na Rua da Fonte em Vale de Cavalos, concelho da Chamusca. Não houve feridos mas o fogo destruiu uma carrinha que se encontrava nas imediações e provocou danos na Padaria do Jorge onde apenas se encontrava o proprietário que fugiu do local.Ao lado do posto de transformação fica também a escola primária onde na altura já não se encontrava ninguém. Os moradores das casas mais próximas, que ficam a vinte metros do local, saíram para a rua assustados com o barulho. Os bombeiros da Chamusca demoraram algum tempo a chegar porque a primeira viatura mandada para o local avariou pelo caminho tendo sido necessário enviar uma segunda.Técnicos da EDP que acorreram ao local montaram um gerador para resolver provisoriamente a situação. Não são conhecidas as causas da explosão e segundo um responsável da EDP presente no local a explosão de um PT não é uma situação muito normal. “Trabalho na EDP há mais de três dezenas de anos e não me lembro de uma situação como esta”, disse para acalmar as pessoas que se juntaram no local.Os habitantes da zona interrogavam-se como é que se permite a instalação de uma coisa daquelas numa área urbana e junto a uma escola do primeiro ciclo e solicitavam a sua retirada para um local mais isolado.O proprietário da padaria, Jorge Ferreira, ainda mal refeito do susto lamentava os prejuízos sofridos. “Tenho a carrinha destruída, as janelas e a porta lateral da padaria estão muito danificadas, o interior do estabelecimento está cheio de óleo queimado e não vou poder trabalhar esta noite. Já avisei alguns dos meus clientes, mas não os vou poder avisar todos. É um prejuízo muito grande, só quero saber quando posso iniciar as limpezas para voltar a trabalhar e quero também saber quem é que me vai pagar todos os prejuízos”, dizia.Na manhã seguinte os técnicos da EDP procediam à colocação de um novo PT. Algumas pessoas que passavam no local criticavam o facto do equipamento se manter no mesmo sítio, mas as opiniões dividiam-se porque havia quem concordasse com a situação por não verem na zona outro lugar para o colocar.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...