uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Condutor que morreu em despiste após ter alta do hospital era compadre do presidente de Almeirim

Edição de 14.03.2012 | Sociedade
António Santos morreu na quinta-feira, 8 de Março, quando o automóvel que conduzia se despistou na Estrada Nacional 368, entre Tapada (Almeirim) e Alpiarça, na zona de Porto da Courela. O condutor dirigia-se para casa, em Alpiarça, depois de ter sido assistido nas urgências do Hospital de Santarém por dificuldades respiratórias. A vítima já sofria de problemas respiratórios há algum tempo e tinha acompanhamento médico. As causas do despiste estão a ser investigadas pelo núcleo de investigação de acidentes da GNR. António Santos era compadre do presidente da Câmara de Almeirim, Sousa Gomes. A vítima tinha entrado nas urgências às 15h30 desse dia, segundo confirmou a directora clínica do hospital, Maria Lopes, esclarecendo que o doente fez vários exames e foi tratado no serviço, tendo alta cerca das 20h16. Realça ainda que, quando teve alta hospitalar, António Santos estava com um estado de saúde equilibrado e que os exames realizados não revelaram complicações de saúde. “Não apresentava nada de cuidado”, realça. Na altura do acidente, por volta das 21h00, António Santos, 66 anos, ainda trazia a pulseira da triagem das urgências e o documento da alta hospitalar. O acidentado ainda foi assistido no local pelos bombeiros e por uma equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Santarém, mas acabou por falecer dentro da ambulância dos Bombeiros de Almeirim onde estava receber os primeiros socorros, devido a paragem cardiorespiraória. Na sequência do despiste o carro capotou. O trânsito esteve interrompido na estrada em ambos os sentidos durante cerca de duas horas. No local estiveram os Bombeiros Municipais de Alpiarça e os Voluntários de Almeirim, bem como a GNR.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...