uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Escola de Desporto de Rio Maior celebrou 14 anos ainda fora das novas instalações

Escola de Desporto de Rio Maior celebrou 14 anos ainda fora das novas instalações

Responsáveis da escola, do Politécnico de Santarém e do município apelaram ao rápido desbloqueamento da verba a pagar ao empreiteiro pelo Estado, acabando com as “eternas” instalações provisórias.

Edição de 14.03.2012 | Sociedade
A Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) celebrou no dia 7 de Março o seu 14.º aniversário, mais de três meses depois da data oficial em que foi criada (5 de Dezembro), com a expectativa de que se pudesse mudar para as novas instalações praticamente concluídas. Foi no Cineteatro de Rio Maior, que a directora da ESDRM, Rita Santos Rocha, lamentou, perante o secretário de Estado da Juventude e Desporto, Alexandre Mestre, que a verba que falta pagar ao empreiteiro esteja presa no Ministério das Finanças. “Apelo à resolução desta questão pelo Ministério das Finanças lembrando a elevada expectativa do custo-benefício de funcionamento da escola no mais moderno edifício da região pelos alunos, docentes e não docentes”, referiu Rita Santos Rocha, sem esquecer o apoio já concretizado pela Câmara de Rio Maior e a solidariedade pessoal e institucional prestadas pela autarca Isaura Morais.A directora da escola foi apoiada pelo presidente do Instituto Politécnico de Santarém (IPS), Jorge Justino, que lembrou como, paradoxalmente, 14 anos depois de ter nascido, a ESDRM ainda celebra o seu aniversário em instalações provisórias. “Tudo tem sido feito para inverter esta situação e agradecemos o apoio financeiro e político de autarcas como Silvino Sequeira e Isaura Morais, assim como o esforço da anterior presidente do IPS, Lurdes Asseiro.Em causa está o desbloqueamento de 1,166 milhões de euros referente ao Programa de Investimentos de Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC), programa que se encontra “congelado” pelo ministério de Vítor Gaspar e que impede que o montante seja pago ao empreiteiros e a obra seja recepcionada provisoriamente. Alexandre Mestre ouviu os argumentos mas não deu grandes explicações, até por não ter a tutela do ensino superior. Salientou a importância da ESDRM e a elevada empregabilidade dos seus licenciados como exemplo a seguir no país no ajustamento dos cursos às necessidades do mercado.O município de Rio Maior cumpriu a sua parte apesar das dificuldades. Foi o que realçou a presidente da autarquia, Isaura Morais (PSD), lembrando que esteve em causa a assunção pelo município de um milhão de euros no custo da empreitada, liquidados ao IPS. Isaura Morais lembrou que a ESDRM engrandece a Cidade do Desporto e repartiu o seu mérito por docentes, alunos e não docentes, reiterando esforços para que a mudança para as novas instalações seja célere, a bem da progressão académica e pessoal dos alunos.Pedro Batista eleito presidente da Associação de EstudantesPedro Batista, 21 anos, natural de Ramalhal (Torres Vedras) e estudante de mestrado em Psicologia do Desporto e do Exercício, área na qual tirou a licenciatura, é o novo presidente da Associação de Estudantes da Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Encabeçou a única lista concorrente às eleições de 2 de Fevereiro e tomou posse a 27 de Fevereiro. Substitui no lugar José Veiga e tem por missão dirigir os estudantes até final do corrente ano lectivo. O grande objectivo do mandato é ajudar a que a escola mude rapidamente para as novas instalações, apesar de ter reconhecido durante a intervenção na cerimónia do aniversário que os alunos se sentem desanimados com a situação.Ensino superior em crescimentoMesmo com modernas instalações à espera de serem utilizadas, a ESDRM tem crescido de forma consolidada desde há 14 anos. Conta com cinco licenciaturas, quatro mestrados e um doutoramento. Frequentam a escola no actual ano lectivo 768 alunos, tendo-se inscrito 839 candidatos para 199 vagas disponibilizadas. O corpo docente possui cerca de 50 por cento de docentes doutorados. Tal como salientaram Rita Santos Rocha e Jorge Justino, os projectos científicos e a cooperação nacional e internacional estão em crescimento, a empregabilidade dos licenciados tem elevados níveis de satisfação e existe uma atitude positiva e dinâmica dos licenciados, nas actividades da escola protagonizadas pela associação de estudantes e antigos alunos.
Escola de Desporto de Rio Maior celebrou 14 anos ainda fora das novas instalações

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...