uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

I Fórum Ibérico do Tejo realizado em paralelo com a Feira da Agricultura

Edição de 14.03.2012 | Sociedade
O I Fórum Ibérico do Tejo vai ser realizado em Santarém, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), a 8 de Junho, durante a Feira Nacional da Agricultura, num encontro que vai juntar os contributos de elementos do lado do Instituto Politécnico de Santarém (IPS) e do Pólo de Talavera de la Reina da Universidade de Castilla _ La Mancha.A colaboração faz parte do acordo de cooperação assinado entre os dois pólos de ensino superior visando a realização de intercâmbios nas áreas do ensino e da investigação. Tanto Santarém como Talavera de la Reina partilham a sua experiência ribeirinha para abordar temas como a qualidade da água, a navegabilidade e as aldeias avieiras, para dar alguns exemplos.“O fórum vai resultar na presença de investigadores de Portugal e Espanha. Teremos investigadores de Lisboa e do Porto para falar do Tejo e da sua navegabilidade desde a fundação da nacionalidade até ao século XV. Teremos um investigador da Sociedade de Geografia da Lisboa para analisar o que serão as alterações climáticas até final do século XXI e o impacto no rio”, exemplifica João Serrano, do projecto de candidatura da cultura avieira a património nacional e da Unesco.Lembra ainda como tema do fórum a política de transvases efectuada por Espanha dos seus rios para as culturas intensivas do sul, com desvio de quantidades incríveis de água. “Espanha exporta água sob forma de legumes”, exemplificou. Angel Monterrubio Perez e Pedro Jimenez Estevez, ambos da Faculdade de Ciências Sociais de Talavera de la Reina, estiveram no IPS a assinar os protocolos. “Temos problemas e preocupações comuns, sendo terras situadas ao lado do rio Tejo, enfrentando o problema da água e a recuperação das zonas ribeirinhas”, destacou Angel Monterrubio.Para Pedro Jimenez foram descobertos muitos pontos em comum entre as duas instituições e localidades. Talavera também reivindica a água pelo facto de o rio Tejo estar a secar, o que culminou com as primeiras jornadas ibéricas da água. “A questão da qualidade, dos caudais ecológicos, a recuperação das culturas locais são pontos que nos unem”, comentou.O I Fórum Ibérico deverá contar com a representação de entidades ligadas ao Ministério do Ambiente e à gestão dos recursos hídricos. O IPS já convidou a Presidência da República para garantir o alto patrocínio do fórum.O intercâmbio de professores e estudantes das duas instituições e a sua participação em simpósios, seminários e conferências está igualmente prevista, bem como a publicação de trabalhos que resultem desta cooperação.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...