uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Incêndio num andar de Alverca está a ser investigado pela Judiciária

Moradora e polícia que a socorreu tiveram que ser assistidos no hospital
Edição de 14.03.2012 | Sociedade
O incêndio que deflagrou na segunda-feira, 12 de Março, no segundo andar de um prédio localizado na Rua Capitão Meleças, em Alverca do Ribatejo, concelho de Vila Franca de Xira, demorou perto de uma hora a ser controlado. A única moradora, Cristina Mendes, de 40 anos, foi transportada para o Hospital Reynaldo dos Santos, visivelmente em pânico e com ferimentos ligeiros. A Polícia Judiciária está a investigar o caso. Adrian Nicolae, de 25 anos, tinha acabado de chegar a casa do seu trabalho nocturno na fábrica da Cimpor, em Alhandra, quando ouviu a vizinha a gritar por “socorro”. “Saí a correr de casa e mal abri a porta encontro a senhora de joelhos a gritar por ajuda, mas o fumo era tanto que fui obrigado a fechar novamente a porta”, explica. Adrian Nicolae abriu as janelas da sua casa e quando regressou novamente ao corredor do prédio Cristina Mendes já estava a ser socorrida por um agente da PSP que também teve de ser levado para o Hospital de Vila Franca com problemas respiratórios. O incêndio que deflagrou por volta das 10h50 ficou controlado uma hora depois. Segundo o que O MIRANTE apurou, Cristina Mendes vivia sozinha depois de se separar do marido e das filhas também saírem de casa. O comandante adjunto dos Bombeiros de Alverca, Vasco Martins, confirmou que na origem do incêndio não terá estado qualquer explosão provocada por alguma fuga de gás como inicialmente se pensou. O incêndio esteve circunscrito apenas à sala e à marquise da habitação. O andar superior ficou com alguns danos nas persianas. Para facilitar a intervenção dos bombeiros a rua foi cortada ao trânsito, reabrindo às 13h30.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...