uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Centro de estágios de Rio Maior no projecto “Ambição Olímpica”

Campanha promocional da participação portuguesa em Londres 2012

“Ambição Olímpica” é o nome da iniciativa que quer dar destaque aos centros de alto rendimento de preparação dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e criar uma onda de apoio à comitiva portuguesa.

Edição de 21.03.2012 | Desporto
O Centro de Estágios e Formação Desportiva de Rio Maior do complexo desportivo da cidade encabeça um conjunto de cinco centros nacionais que vão fazer parte do projecto Ambição Olímpica, que vai promover a presença portuguesa nos Jogos Olímpicos de Londres 2012.A iniciativa vai decorrer durante os próximos quatro meses na promoção do espírito olímpico e dos princípios da Carta Olímpica ao salientar o papel dos centros de alto rendimento - Rio Maior (natação), Jamor (atletismo, ténis, rugby, tiro com arco e golfe), Montemor-o-Velho (triatlo), Anadia (ciclismo) e Caldas da Rainha (badminton) - na preparação dos atletas para as competições e a cativar os portugueses para uma grande onda de apoio aos atletas do projecto olímpico de 2012.O projecto resulta da parceria entre o Comité Olímpico de Portugal e a Ambição Olímpica, marca criada por Luís Segadães que já esteve ligado aos eventos “7 Maravilhas”, relacionados com património, natureza e gastronomia. Conta com o apoio da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, que o ministro José Relvas tutela, e que esteve presente sexta-feira no centro de estágios de Rio Maior. Rostos do sucesso de Portugal em jogos olímpicos também estiveram em Rio Maior, como os ex-campeões Rosa Mota, Carlos Lopes, Fernanda Ribeiro, passando por Nuno Delgado, adjunto da missão olímpica portuguesa, ou do saltador Nelson Évora.Para Nuno Delgado o centro de alto rendimento de Rio Maior é de nível internacional e um orgulho para a região, onde se têm preparado atletas de vários países para Londres e para outros jogos olímpicos. “Antes de ir para Sydney fiz aqui um estágio de dez dias e não é preciso dizer mais nada”, salienta Nuno Delgado sobre a importância dos estágios daquele complexo, manifestando que os objectivos dos atletas para Londres devem ser definidos no final da preparação.A campeã Rosa Mota também conhece o centro de estágios de Rio Maior. “Estão aqui reunidas condições de preparação de várias modalidades. A população de Rio Maior já «adoptou» os atletas daqui, que se sentem em casa, sendo uma mais-valia para os atletas da alta competição”, analisou Rosa Mota, lembrando que o querer e a força de vontade é que “fazem” os atletas.Miguel Relvas elogia autarquias que apostaram nos centros de alto rendimentoDurante a sessão realizada no auditório do centro de estágios, a presidente da autarquia, Isaura Morais, realçou a importância de projectar, divulgar e promover os centros de alto rendimento. “O centro de alto rendimento de Rio Maior tem capacidade firme, internacional, de levar longe o nome de Portugal, sendo procurado pelos melhores atletas, equipas, treinadores e entidades desportivas mais exigentes”, destacou.Salientando que existem centros de alto rendimento no país em locais bem distintos, Miguel Relvas sublinhou o apoio que essas infra-estruturas têm proporcionado a atletas à escala internacional. “São procurados por treinadores e atletas estrangeiros aproveitando as condições excepcionais que encontram nas mais diversas modalidades. É de salientar o esforço que as autarquias envolvidas realizam em tempo de crise para que a boa imagem de Portugal se consolide”, concluiu o governante.Para o presidente do COP, Vicente Moura, os objectivos para Londres 2012 estão a ser cumpridos com rigor e eficácia, “com apoio da competência dos técnicos e o empenhamento dos atletas”.A Ambição Olímpica vai realizar, a 8 de Julho, um grande evento de despedida à comitiva portuguesa que segue para Londres. Será no Terreiro do Paço, em Lisboa, com transmissão directa na televisão.Centro de estágios completoO Centro de Estágios de Rio Maior conta com 108 camas distribuídas por dois pisos, com quartos individuais, duplos e quádruplos (quatro camas, duas por piso). Com o arranque das obras de ampliação, irá adicionar mais 16 camas à oferta existente. Segundo dados de 2011, 80 por cento dos atletas e técnicos que se instalaram no centro eram estrangeiros. França, Bélgica, Itália, Alemanha e Suécia são, na Europa, alguns dos países alvo da estratégia de internacionalização da empresa municipal gestora do complexo - Desmor.Entre as modalidades que mais estagiam em Rio Maior estão o futebol, natação, triatlo, basquetebol e andebol. O centro de estágio e formação desportiva é servido por ginásio com os mais recentes equipamentos e outros deverão chegar em breve. Possui health club com jacuzzi, sauna, banho turco e tratamento por imersão de gelo, bar, cafetaria e restaurante self-service no domínio da alimentação, e gabinetes de medicina desportiva, massagem e fisioterapia.No que respeita a equipamentos desportivos o centro possui estádio de futebol e dois relvados de apoio, piscina olímpica e piscina de 25 metros, pavilhões desportivo e gimnodesportivo, parque desportivo e salas indoor.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...