uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Quando as pernas falham há quem esteja pronto a dar uma mão

Quando as pernas falham há quem esteja pronto a dar uma mão

Edição de 21.03.2012 | Primeiro Plano
A manhã fria de domingo não consegue arrefecer o sorriso de Paulo Silva, Lénia Amendoeira, Carina Silva e Daniela Bento. São voluntários da Cruz Vermelha de Aveiras de Cima, concelho de Azambuja, e deram apoio à realização da nona edição do cross “Rota do Vinho”, que se disputou recentemente na Mata das Virtudes. Quando as pernas dos atletas falham eles estão por perto e aprontam-se a ajudar. São voluntários e adoram o que fazem. “Quando somos solicitados vimos sempre e quando fazemos o que gostamos o tempo passa mais depressa”, explica Paulo Silva, chefe de equipa de socorro e transporte. Neste tipo de provas os voluntários encontram-se, por vezes, com atletas que perderam o controlo, ultrapassaram os seus limites e ficam à beira da exaustão. “Cansaço excessivo, cãibras e pequenas escoriações causadas por quedas são os problemas mais frequentes”, explica. Apesar da delegação de Aveiras de Cima da Cruz Vermelha se encontrar numa situação financeira estável o responsável não deixa de ver com apreensão as dificuldades que se vivem nos quartéis de bombeiros de Azambuja e Alcoentre. A oitava edição do cross “Rota do Vinho”, nas virtudes, ficou marcada pela redução de atletas face ao ano anterior. Organizado pela Associação Recreativa e Cultural de Virtudes o evento contou com a presença de 75 atletas, menos 19 que em 2011. A crise económica é a culpada pela redução das inscrições, diz quem acompanha e organiza a prova anualmente. Filipe Matias
Quando as pernas falham há quem esteja pronto a dar uma mão

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...