uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Festival taurino para exaltar o bairrismo e o orgulho de Vila Franca

Edição de 21.03.2012 | Sociedade
Conseguir encher as bancadas da praça de toiros Palha Blanco em Vila Franca de Xira é o grande objectivo dos organizadores do Festival Taurino, que se realiza a 1 de Abril e marca o arranque da nova temporada de toiros na cidade. Para esgotar a lotação a organização tem que vender 2500 bilhetes. O que seria uma grande ajuda para a Casa dos Forcados e o União Desportiva Vilafranquense (UDV) que vão beneficiar das receitas do espectáculo. Apesar da receita de bilheteira ser importante os responsáveis da Casa dos Forcados e do UDV dizem que mais importante é mostrar o bairrismo e o orgulho de ser vilafranquense. O espectáculo visa também celebrar o 80º aniversário do grupo de forcados amadores de Vila Franca e o 55º aniversário da fundação do união. O cartel da corrida tem segundo a organização os ingredientes para um grande momento de tauromaquia. A tourada começa às 16h30 e em praça vão estar os cavaleiros Filipe Gonçalves, Brito Pães, Paulo Santos, Duarte Pinto, Tiago Carreiras e Marcelo Mendes. Os espadas são Nuno Casquinha (o mais recente matador de Vila Franca) e Tiago Santos. As pegas vão ficar a cargo de antigos e actuais elementos dos forcados de Vila Franca. Serão lidados oito toiros das ganadarias Santa Maria (lide a cavalo) e Canas Vigouroux (lide apeada). Ricardo Castelo, actual cabo dos forcados, disse estar muito entusiasmado com a iniciativa e lançou o desafio de esgotar a praça. “Temos de trabalhar em prol do meio taurino e esta festa é um óptimo sinal dessa nossa vontade. Ao mesmo tempo ajudamos duas associações, uma delas o UDV, que precisa bastante do apoio de todos. Temos todos os condimentos para ter uma grande festa. Vamos recordar as várias gerações de toureiros e de gente ligada às nossas colectividades”, afirmou na apresentação do festival. O presidente da Comissão Administrativa do UDV, Luís Feijão, disse estar “honrado” com a parceira feita com a casa dos forcados e defendeu que o festival deve, acima de tudo, “mostrar a vitalidade do clube”. A colaborar na iniciativa está a empresa que explora a praça, a Tauroleve, juntamente com a junta de freguesia da cidade. Os bilhetes estão à venda e custam 10 e 25 euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...