uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Ministério Público pede pena suspensa para falsos polícias que sequestraram motorista

Três homens estão acusados de roubo qualificado e sequestro, aguardando julgamento em liberdade
Edição de 21.03.2012 | Sociedade
O Ministério Público (MP) pediu pena suspensa para os três homens que se fizeram passar por falsos polícias para assaltarem um camião que transportava televisões. Os arguidos, com idades compreendidas entre os 31 e 37 anos e residentes em Salvaterra de Magos, estão acusados de crimes de roubo qualificado e de sequestro do motorista do pesado. Durante as alegações finais que se realizaram na tarde de quinta-feira, 15 de Março, no Tribunal de Benavente, o procurador do MP considerou o crime “bastante grave”, ainda por cima praticado por profissionais do ramo. Recorde-se que dois dos arguidos já tinham trabalhado na empresa de transportes Luís Simões à qual pertencia o camião, o que lhes permitia saber a rota seguida pelo camionista. O procurador destacou a “peculiaridade” do caso, já que os arguidos não só se enganaram no caminho, como também pediram ajuda à assistência em viagem para rebocar um dos carros com o material roubado. “Se não fosse um roubo tão mal planeado, poderia ter tido consequências mais graves”, considerou. “É um crime de alarme social. Foi realizado de forma desajeitada e sem habilidade, mas nunca pretenderam fazer mal ninguém. Foi um momento irreflectido na vida deles”, referiu a advogada Ana Miguens, em defesa de dois dos arguidos. O advogado de defesa do terceiro arguido reforçou ao colectivo de juízes que estavam perante “pessoas de bom íntimo” que merecem uma oportunidade para recomeçarem as suas vidas. Os três arguidos voltaram a confessar o seu arrependimento pelo acto cometido. “Estou aliviado porque foram dois anos longos para mim e para a minha família e espero que o tribunal me dê oportunidade de provar que sou uma pessoa integra”, referiu em lágrimas um dos arguidos. Um dos três arguidos está também acusado de um crime de detenção de uma arma proibida que foi encontrada em buscas feitas à sua residência. Tanto trabalho para roubar oito televisõesRecorde-se que o caso remonta a 15 de Maio de 2010. Pelas 03h07, os três arguidos encetaram uma perseguição em dois carros ao camião que saiu de um entreposto em Alverca e seguiu em direcção à auto-estrada A1 rumo a Aveiras de Cima. Já no IC2, no sentido Aveiras de Cima - Rio Maior, um dos arguidos colocou no carro um pirilampo dos que são usados pela polícia e ultrapassou o camião. O camionista pensando tratar-se de agentes da autoridade parou o veículo. Os arguidos saíram do carro com gorros, trancaram as rodas da galera e com um martelo obrigaram o motorista a sair da cabine do camião. Um dos assaltantes conduziu o camião enquanto um segundo seguia ao lado do motorista sequestrado. O terceiro acompanhou o camião numa das viaturas usadas para fazer parar o pesado. Quando chegaram à localidade de Pedreiras, em Alenquer, colocaram o camionista no interior do reboque do camião. Depois dois dos ladrões partiram em direcção a Aveiras para recuperarem o outro carro enquanto o terceiro seguiu com o camião até à zona do Infantado, em Samora Correia, concelho de Benavente. Conforme tinham combinado, reencontraram-se às 05h00, numa estrada de terra batida, paralela à estrada nacional, perto da rotunda do Infantado. Retiraram o camionista do reboque e retiraram oito televisores e um microondas no valor global de 4.475 euros. O camionista voltou a ser arrastado para o interior do camião e os arguidos abandonaram a viatura. O procurador do MP pediu também pena suspensa para os dois arguidos que estão acusados de um crime de receptação por terem comprado a carga roubada pelos falsos polícias. “Os arguidos referem que desconheciam que o material comprado era roubado, mas sabem muito bem que material deste tipo não se arranja a particulares por um preço tão baixo”, referiu o procurador.A leitura do acórdão está marcada para o dia 12 de Abril às 13h30.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...