uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Autarcas ribatejanos mobilizam populações em defesa das suas freguesias

Autarcas ribatejanos mobilizam populações em defesa das suas freguesias

Movimento vai participar no sábado em manifestação nacional contra proposta do Governo
Edição de 28.03.2012 | Política
Pelo menos 24 autocarros e seis carrinhas de nove lugares vão transportar no sábado para Lisboa centenas de autarcas de freguesia e outros cidadãos da região com o intuito de participarem na manifestação nacional contra a reforma administrativa proposta pelo Governo que prevê a agregação de centenas de juntas de freguesia no país. Campinos, ranchos folclóricos e outros representantes do movimento associativo ribatejano vão juntar-se ao desfile que se inicia no Parque Eduardo VII (concentração) pelas 13h30 e vai descer a Avenida da Liberdade até ao Rossio.A iniciativa é do movimento “No Ribatejo, Freguesias sim!”, uma organização que agrega autarcas de freguesia de todos os quadrantes políticos e de vários pontos do distrito que reuniu sexta-feira em Santarém para decidir quais as medidas a tomar nos próximos tempos.Augusto Figueiredo (CDU), presidente da Junta de Freguesia de Asseiceira (Rio Maior) e um dos mentores do movimento, exortou os cerca de 60 autarcas presentes a mobilizarem as populações para essa acção de protesto vincando que a reforma preconizada pelo Governo “é inaceitável mas não é inevitável”, pelo que é necessária a pressão popular.Na reunião de sexta-feira, realizada nas instalações da colectividade de Vale de Estacas, o movimento decidiu também solicitar audiências aos 10 deputados à Assembleia da República eleitos pelo distrito de Santarém para lhes dar conhecimento das suas posições e ao mesmo tempo indagar a posição de cada um quando a proposta de lei for discutida na especialidade na Assembleia da República.O movimento decidiu ainda transformar a subscrição do manifesto que elaborou em abaixo-assinado das populações a favor das suas freguesias e definiu um modelo de moção rejeitando a proposta do Governo que deve ser aprovado pelas várias assembleias de freguesia.“Este é um movimento que extravasa as fronteiras partidárias e de cada uma das freguesias”, afirma Augusto Figueiredo realçando a colaboração que alguns municípios da região deram na cedência de autocarros, como os de Coruche, Benavente, Constância e Salvaterra de Magos.O autarca de Asseiceira diz que em causa pode estar o desaparecimento de 62 juntas de freguesia no distrito de Santarém, que serão agregadas pelo menos a outras tantas, criando-se entidades jurídicas, administrativas, territoriais e fiscais diferentes, com tudo o que isso implica. “O património de cada freguesia passará a pertencer a essa nova entidade”, exemplifica Augusto Figueiredo.
Autarcas ribatejanos mobilizam populações em defesa das suas freguesias

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...