uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Constância corta no programa das festas por causa da crise

Câmara de Constância corta no programa das festas por causa da crise

Animação no fim de semana da Páscoa terá menos um dia e será feita sobretudo com a prata da casa
Edição de 28.03.2012 | Sociedade
As habituais Festas de Nossa Senhora da Boa Viagem e Festas do Concelho de Constância, que se realizam no fim de semana da Páscoa, vão este ano ter menos um dia e um programa de animação mais singelo, sustentado na prata da casa e sem a Mostra Nacional de Artesanato, o Grande Prémio de Atletismo e o habitual fogo de artifício de encerramento. A culpa é da crise, informa a Câmara de Constância, alegando que o actual contexto económico e financeiro obrigou a repensar o formato das festividades, que tinha sido implementado há 25 anos pelo anterior presidente António Mendes (CDU), hoje presidente da assembleia municipal (ver caixa), e que as tornaram das mais concorridas da região.A decisão da autarquia liderada por Máximo Ferreira (CDU) foi tomada após reflexão com a população, comerciantes e movimento associativo, mantendo-se toda a componente religiosa da segunda-feira de Páscoa (9 de Abril), designadamente a procissão em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem e a bênção dos barcos engalanados e de viaturas.Mantêm-se igualmente as tasquinhas com pratos típicos da zona e as ruas engalanadas com flores de papel confeccionadas pela comunidade, bem como a Descida dos 3 Castelos em canoa, no sábado 7 de Abril.As festas decorrem de sábado a segunda-feira (feriado municipal) e contarão na componente de animação com a actuação de bandas e ranchos folclóricos do concelho e localidades vizinhas, sendo cabeça de cartaz o grupo Anaquim que fará o concerto de encerramento na noite de 9 de Abril.No parque de merendas junto ao rio Zêzere decorre uma mostra de artesanato e doçaria do concelho, enquanto o posto de turismo e o edifício da antiga cadeia acolhem uma exposição de fotografia e uma exposição documental sobre a Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem ao longo dos século, respectivamente.O “pai” das festas compreende mas tem penaFoi no primeiro mandato de António Mendes como presidente da Câmara de Constância que a partir da tradicional e secular Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem (na segunda-feira de Páscoa) se criaram as Festas do Concelho, que passaram a durar o fim de semana de Páscoa, de sexta a segunda-feira, atraindo milhares de visitantes embora o modelo não tenha evoluído muito com o decorrer dos anos.“Não acho bem mas compreendo face à justificação apresentada da necessidade de redução de encargos”. Perante as mudanças anunciadas este ano, António Mendes aceita a redução do número de iniciativas mas admite que a decisão pode ter impacto na mobilização de visitantes. Nomeadamente com a supressão do Grande Prémio de Atletismo e da Mostra Nacional de Artesanato, “talvez a maior do género na região, trazendo artesãos de todo o país”.António Mendes espera que mesmo assim as festas continuem a ser “um grande cartaz de divulgação do concelho e da região” e que as pessoas adiram em número elevado, embora reconheça que este ano as dificuldades económicas das famílias poderão reflectir-se no encaixe financeiro por parte do comércio local e associações que participam com tasquinhas nas festas. “De resto, só espero que São Pedro ajude!”, conclui.
Câmara de Constância corta no programa das festas por causa da crise

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...