uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Pensadores, escritores e artistas discutem importância das migrações em Tomar

‘Leituras Migrantes, Identidade e Alteridade’ é o tema dos terceiros encontros Bibliotecando que decorre na cidade ribatejana até sexta-feira.

Edição de 02.05.2012 | Cultura e Lazer
“Leituras Migrantes, Identidade e Alteridade’ é o tema dos terceiros encontros Bibliotecando, que decorrem desde quarta e até sexta-feira em Tomar, com a presença de ensaístas, escritores, políticos, embaixadores e artistas. “Pretendemos ao longo de três dias discutir a questão da construção identitária portuguesa realçando o fenómeno da deslocalização como elemento estruturante da nossa identidade cultural”, refere informação da organização.Agripina Vieira, da comissão organizadora, disse que os encontros assumem um formato “não muito usual”, proporcionando, numa cidade de província, o contacto com personalidades “de gabarito nacional e internacional” e de várias áreas do conhecimento. “Tentámos que não haja um olhar único. Por isso, trazemos pessoas de várias áreas do conhecimento, que não só a cultura e a literatura, de forma a deslocalizar o ponto de observação”, afirmou.Como exemplo, apontou o painel ‘Portugueses do mundo’, que terá como oradores o embaixador e escritor Marcello Duarte Mathias - ‘O escritor e o sentimento do exílio’ -’, Luís Cardoso Ribeiro, da EASA - Agência Europeia para a Segurança da Aviação - ‘O Céu Único Europeu, uma bênção para os Migrantes Pendulares Ativos’ -, e Hermano Sanches Ruivo, vereador na Câmara Municipal de Paris (que participará por videoconferência).Talvez por isso, desde a primeira edição, em 2010, o número de inscrições tem vindo a crescer, tendo o evento deste ano perto de 200 inscritos, professores dos vários níveis e das mais diversas áreas de ensino, disse. Agripina Vieira afirmou que a temática escolhida para os encontros deste ano partiu da perspectiva de que a matriz cultural portuguesa tem sempre subjacente a ideia de viagem.O sítio do evento - www.bibliotecandoemtomar.ipt.pt - abre com uma citação de Mia Couto, que serve de mote aos encontros: “Se o passado nos chega deformado, o presente desagua em nossas vidas de forma incompleta. Alguns vivem isso como um drama. E partem em corrida nervosa à procura daquilo que chamam a nossa identidade. Grande parte das vezes essa identidade é uma casa mobilada por nós mas a mobília e a própria casa foram construídas por outros”.Em análise estarão questões como as leituras migrantes de ontem, a emigração como acto de intervenção e identidade, a procura dos portugueses no mundo ou a obra de Lobo Antunes. Além das conferências, os encontros incluem (dia 4) uma visita à biblioteca particular de José Pacheco Pereira, na Marmeleira, concelho de Rio Maior, ou, em alternativa, um encontro com o bibliotecário da biblioteca itinerante de Proença-a-Nova, que apresentará a sua bibliomóvel no Convento de Cristo.Os encontros Bibliotecando são organizados pela Rede de Bibliotecas Escolares, Escola Secundária Jacome Ratton, Agrupamento de Escolas Santa Iria, Centro de Formação Os Templários, Instituto Politécnico de Tomar e Convento de Cristo, contando com a colaboração da Câmara de Tomar e da Entidade de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...