uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Mais de 160 trabalhadores morreram em acidentes em 2011

Edição de 02.05.2012 | Economia
Pelo menos 161 trabalhadores morreram em acidentes de trabalho em 2011, segundo o Relatório Anual da Autoridade Nacional para as Condições do Trabalho (ACT), que destaca o sector da construção como aquele que causou mais mortes.Das 161 vítimas mortais em acidentes de trabalho alvo de inquérito pela ACT, 44 foram no sector da construção, 21 no sector das indústrias transformadoras e 15 na agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca, sendo que 156 eram homens e apenas cinco mulheres.De acordo com o Relatório Anual de 2011 da ACT, que foi apresentado publicamente em Lisboa, 149 destes inquéritos são relativos a acidentes ocorridos e reportados em 2011 e 12 referem-se a acidentes ocorridos em 2010, mas apenas reportados no ano passado. Quase 130 destas vítimas mortais referem-se a acidentes que ocorreram nas instalações laborais, 19 reportam-se a acidentes em viagem, transporte ou circulação e 14 a acidentes ‘in itinere’, relativos a deslocações entre o local de trabalho e a residência do trabalhador.Esta é, aliás, uma alteração na metodologia da ACT para contabilizar os acidentes mortais, uma vez que, em 2011, foram pela primeira vez contabilizados os acidentes em viagem, transporte ou circulação, bem como os acidentes ‘in itinere’.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...