uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Paulo Fonseca diz que existe uma “quadrilha de malfeitores” em Ourém

Presidente da câmara incomoda-se com as críticas e alimenta comentários inflamados no Facebook

O presidente da Câmara de Ourém não resiste aos ataques e vai alimentando polémicas com desabafos no Facebook onde escreve comentários nada meigos sobre “covardes” e “malfeitores”, que tudo indica ser o autor de um blogue que muito tem chateado o autarca.

Edição de 02.05.2012 | Política
O presidente da Câmara de Ourém tem vindo a utilizar o Facebook para produzir desabafos e responder a quem critica ou questiona a sua gestão. E Paulo Fonseca não é nada meigo nos comentários que faz na rede social na internet. Na última verborreia disse existir uma “quadrilha de malfeitores” no concelho. O autarca refugia-se em indirectas para não revelar a quem se está a dirigir, mas nesta última situação acabou por vir escrever posteriormente que não se trata de alguém que está na câmara e que também não é do PSD, para evitar guerras políticas.Um dos visados, a quem chama “ordinário que nada faz” e que anda a “contaminar o ambiente”, será, segundo sabe O MIRANTE, o autor de um blogue anónimo que recentemente acusou o presidente de estar a fazer gastos exagerados em comunicações, chegando mesmo a realçar que a factura dos telemóveis chega aos oito mil euros mensais. O cibernauta revela também que o autarca é um fã do iPad (dispositivo de acesso à internet) e questiona se o mesmo foi pago pela autarquia. A viagem que Paulo Fonseca fez recentemente à Roménia também merece reparo do anónimo cidadão que acusa também a autarquia de não pagar ao empreiteiro que está a construir os centros escolares “Ourém Nascente” e da Freixianda.Paulo Fonseca colocou o post na véspera do 25 de Abril no qual diz ainda que não dá confiança a quem contamina o ambiente. Mas para se dar ao trabalho de fazer desabafos na rede social é porque afinal esse tal “malfeitor” anda a incomodar o político socialista. “Alimento-me dessa permanente recordação para ir à procura da energia necessária para lutar pela minha terra que poderia ficar à mercê daqueles...mas não esqueço”, referiu. Instado por O MIRANTE a esclarecer as inflamadas apreciações, recusa revelar a quem são dirigidas. Mas aproveita para refinar os desabafos, salientando que já fez “uma declaração pública na reunião do executivo que ficou registada em acta”, especificando que “existe uma quadrilha de ratos de esgoto que nada faz e que só se preocupam em denegrir a imagem das pessoas com informação falsa que colocam na internet”. Paulo Fonseca mais não diz alegando que não quer entrar em polémicas, como se esta guerra online não atingisse já o limiar da altercação.Este é só mais um episódio da paixão do autarca pelas queixinhas na Internet. No início de Fevereiro o autarca não resistiu a comentar a polémica com o treinador de futsal do Grupo Desportivo da Freixianda, que também era funcionário da empresa municipal OurémViva, em que a oposição acusou a autarquia de estar a dar um “subsídio encapotado” ao clube através da contratação do treinador como funcionário da câmara. Esta polémica levou à demissão do treinador da empresa municipal OurémViva no início de Março deste ano.Na altura Fonseca disse que “os bandidos nunca atacaram tanto…A última foi inventar um blogue covarde e anónimo a dizer que a empresa municipal paga um salário chorudo ao treinador para concluir com uma promiscuidade qualquer. Mentira total. É a forma como estavam habituados a organizar as coisas. O estilo é sempre o mesmo; lançam um boato anónimo e depois alimentam-no com um ar de virgem preocupada…são a vítima que preciso todos os dias para me recordar os perigos que a nossa terra corre com gente desta”, disse o presidente da câmara.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...