uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Treinador de futebol mata melhor amigo por causa de dinheiro

Treinador de futebol mata melhor amigo por causa de dinheiro

Comunidade da Soianda, Tomar, onde a vítima residia, está incrédula com o crime uma vez que ligação entre os dois homens era de uma forte amizade.

Edição de 02.05.2012 | Sociedade
Problemas relacionados com dinheiro estão na génese do assassínio de João Perisco, 43 anos, solteiro, morador na Soianda, freguesia dos Casais, em Tomar. O trabalhador da Tema Home, na Zona Industrial de Tomar, terá sido barbaramente agredido pelo seu melhor amigo, Carlos Mata, da mesma idade, por se ter recusado a ajudar o amigo que, alegadamente, estava com avultadas dívidas. Este já confessou o crime às autoridades. Ouvido na tarde da passada segunda-feira, 30 de Abril, por um juiz do Tribunal de Instrução Criminal de Tomar, está acusado de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, de acordo com o comunicado divulgado pela Polícia Judiciária de Leiria. À hora de fecho desta edição o corpo de João Perisco estava ainda por encontrar, existindo suspeitas que tenha sido lançado ao mar. Segundo O MIRANTE apurou, vizinhos e familiares estão incrédulos com o sucedido, uma vez que os dois foram criados juntos e eram amigos desde a infância, sendo considerados como “irmãos”. Carlos Mata, casado e com dois filhos menores, é treinador da equipa de futebol sénior do Ferreira do Zêzere e encarregado de armazém na empresa “Rimarbal”, também na zona industrial de Tomar, onde a PJ fez buscas. De acordo com a PJ, o crime terá sido cometido na terça-feira, 24 de Abril, dia em que João Perisco foi dado como desaparecido pelos seus pais, com quem residia. “Após diligências de investigação desenvolvidas na sequência da comunicação de desaparecimento da vítima, veio a ser identificado um suspeito, pertencente ao seu círculo de amigos, que, face aos indícios probatórios recolhidos, acabou por confessar a autoria dos factos”, refere o comunicado, adiantando que o detido agiu “num quadro de conflituosidade por motivos económicos”. Carlos Mata esteve desaparecido dois dias. Na quinta-feira, 26 de Abril, falou a última vez com a família mas no domingo à noite terá chamado a polícia, a partir de um café, para se entregar. Sabia que a PJ já tinha efectuado buscas na carrinha do Sporting Clube Ferreira do Zêzere (que joga na 2.º divisão da AF Santarém), encontrada abandonada junto ao quiosque Arco-Irís, perto do Bairro da Caixa Velha. Fica a aguardar julgamento na prisão.
Treinador de futebol mata melhor amigo por causa de dinheiro

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...