uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Clube Atlético Alcanenense conquistou título de campeão distrital de futebol

Foi preciso esperar pelo último apito do árbitro para fazer a festa porque o Torres Novas também ainda estava na corrida

A equipa da Associação Desportiva Mação recusou fazer de “cabeçudo” na festa do título conquistado pelo Clube Atlético Alcanenense e, por isso, foi preciso sofrer e esperar pelo último apito do árbitro para começar a festa que depois se prolongou pela tarde e noite em Alcanena.

Edição de 09.05.2012 | Desporto
À partida para a última jornada do Campeonato Principal da Associação de Futebol de Santarém apenas duas equipas, Alcanenense e Torres Novas, estavam em condições de conquistar o título de campeão. Os alcanenenses estavam em vantagem, tinham ganho os dois jogos da fase de apuramento aos torrejanos e jogavam no seu terreno. O Torres Novas jogava em Caxarias frente ao Ouriense. O Alcanenense jogava em casa frente ao Mação, nenhuma tinha tarefa fácil e por isso o suspense durou até ao último minuto dos respectivos jogos. Mação e Ouriense recusaram ser os “cabeçudos” e dificultaram ao máximo as vitórias de alcanenenses e Torrejanos.Alcanena a equipa da casa, comandada por José Torcato, venceu 2-0. A equipa alcanenense entrou muito bem no jogo e chegou cedo ao golo, logo aos 10 minutos, Filipe Martins marcou o primeiro. Oito minutos depois foi a vez do outro avançado do Alcanenense fixar o resultado. Enoh bateu a defesa do Mação em velocidade e à saída do guarda redes Mário atirou forte fora do seu alcance. Foi este o resultado final e que chegou antes do intervalo.À entrada para a segunda parte a situação não se alterou e os alcanenenses voltaram a entrar forte, mas a equipa de Mação trazia a lição melhor estudada e rapidamente equilibrou o jogo. Os Maçanenses também formam uma boa equipa e quiseram provar que não estavam ali para facilitar a vida ao seu adversário e aceleraram um pouco mais e o jogo ficou repartido.Mas a equipa de Alcanena soube sempre controlar a situação e apesar do esforço da equipa de Mação nunca se desuniram e não passaram por grandes aflições. O resultado final de 2-0 favorável ao Alcanenense não sofre contestação. Como não sofre contestação o mérito da vitória na prova. A conquista do título de campeão distrital assenta bem à equipa comandada por José Torcato, Alexandre “Gama” e Luís Pitucha. Assim que o jogo acabou, os adeptos que neste dia encheram a bancada central do Estádio Joaquim Maria Batista, em Alcanena invadiram pacificamente o campo e juntaram-se à festa com os jogadores, treinadores e dirigentes, que comemoraram a vitória de forma efusiva.Os jogadores que ajudaram a chegar ao título foram: Vítor Braga, Quaresma, Pedro Gil, Eraldo, Paz Miguel, Sudesh, Ismar, Tiago Vieira, Zé Miguel, Dário, Filipe Martins, Enoh, Alex, Obama, Fábio, Serginho, Carrapito, Diogo, Moleiro, Hugo, entre outros.José Torcato levou o Alcanenense ao títuloJosé Torcato é presidente e treinador do Atlético Alcanenense há dois anos, trabalhou com muita paciência para chegar ao título. Teve que lidar com muitas críticas, por isso era um homem satisfeito e calmo no final do jogo. “Valeu a pena o sofrimento que tivemos que ultrapassar. Sermos campeões não era um objectivo no início da época, mas soubemos ser competentes e conseguimos chegar ao título” comentou o técnico.Mas o técnico e presidente não deixou de mostrar a revolta que lhe vai na alma por algumas situações que se passaram durante o campeonato. “Vou marcar uma conferência de imprensa e convidar todos os órgãos de comunicação, para falar de todas as situações que envolvem o futebol distrital. Penso que hoje chegando ao fim com o Alcanenense em primeiro lugar, é uma vitória do futebol. O Alcanenense é campeão contra tudo e contra todos, incluindo a Associação de Futebol de Santarém. Ainda agora este jogo do Torres Novas em Caxarias. Como é que pode ser que com os calendários já feitos, só tenha sido marcado na semana do jogo. Estava tudo à espera do ovo no cu da galinha. Dá-me vontade de dizer e que é realidade, que no domingo passado quando fomos vencer a Torres Novas, as pessoas da associação já lá estavam para festejarem a vitória com os torrejanos, saiu-lhes o tiro pele culatra”, disse com mágoa José Torcato.. Mas o técnico embalado nas críticas foi ainda mais longe. “Nós somos gente do futebol. É só o futebol que nos interessa. Hoje foi uma vitória do futebol. Ao longo das jornadas todas o Alcanenense foi sempre um alvo a abater pelos adversários e as outras pessoas também”, disse.“Não pode ser nomear uma equipa de arbitragem para este jogo com quem temos ainda um processo para resolver. Uma equipa de arbitragem que escreveu num relatório de um jogo de juniores que eu fui advertido por dizer isto é fora de jogo. Quando eu no banco estava, é por isso que eu continuo a dizer que andamos a ser perseguidos e esta vitória é uma vitória do futebol”, disse José Torcato. Paulo Costa já foi convidado para continuar à frente do MaçãoFruto do bom trabalho que desenvolveu à frente da equipa de Mação, o treinador Paulo Costa já foi convidado a continuar à frente da equipa técnica do clube. “Sinto-me orgulhoso do trabalho desenvolvido por toda a estrutura do clube, jogadores, técnicos e dirigentes. Já fui convidado a ficar e possivelmente isso vai acontecer, porque quero fazer ainda melhor por este clube simples mas com muito valor”, garantiu o treinador.Paulo Costa realçou a prestação da sua equipa neste jogo. “Não estivemos aqui para ser os “cabeçudos” da festa, dignificámos a vitória do Alcanenense, e até podíamos e merecíamos mais. De qualquer forma quero dar os parabéns ao nossos adversários, penso que foram merecidos campeões”, disse.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...