uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Contas do CIRE revelam buraco de 207 mil euros

Contas do CIRE revelam buraco de 207 mil euros

Saldo negativo no Centro de Integração e Reabilitação de Tomar é resultado da gestão de António Cruz, director demissionário, e é considerado “assustador” pela actual direcção.

Edição de 09.05.2012 | Sociedade
A actual direcção do Centro de Integração e Reabilitação de Tomar (CIRE), liderada desde Dezembro por Maria Fernanda Marçal, revelou que as contas de 2011 da instituição apontam para um resultado negativo de 207 mil euros, resultantes da gestão de António Cruz, que apresentou demissão de sócio antes de uma assembleia-geral que visava a sua destituição. “Já se esperava que os resultados fossem menos bom que o habitual. O que não se esperava é que fossem tão maus. Quando se atinge um resultado negativo de duzentos e sete mil euros é assustador, tratando-se de uma instituição que, como o CIRE, vive de apoios estatais e sem outros recursos”, refere a direcção em comunicado. De acordo com José Lagarto, secretário da instituição, a dívida duplicou em relação a 2010, fruto dos investimentos da direcção que esteve à frente desta instituição de apoio a pessoas portadoras de deficiência entre Janeiro e Novembro, nomeadamente a aquisição de painéis solares para venda de energia à EDP. “Já sabíamos que a situação que tínhamos herdado não era boa mas nunca calculámos que chegasse a este valor”, apontou. Os funcionários da instituição têm os salários em dia, faltando pagar 60 por cento do subsídio de Natal. Em relação aos fornecedores, os pagamentos estão regularizados até Fevereiro. “Queremos tornar esta situação pública para que as pessoas quando sejam abordadas a colaborar com as diversas iniciativas de angariação de fundos saibam por que é que estão a contribuir”, disse José Lagarto. Para tentar equilibrar as contas, estão a ser vendidas rifas que contemplam prémios oferecidos por empresas da cidade. Igualmente decorre a iniciativa “Arredondar por um Sorriso”, na farmácia dos Olivais e, todos os meses, muitos colaboradores do CIRE contribuem com um donativo mensal. A instituição conta ainda com a colaboração da Fundação Sonae que oferece produtos alimentares (de 3 em 3 semanas) durante o ano de 2012, recebendo da Padaria Rosa pão em todos os dias da semana.Para dia 22 de Junho está previsto um arraial popular, nas instalações do CIRE, com sardinhada e animação musical. Como acontece anualmente, a instituição participa em mais uma edição do Congresso da Sopa, cujas receitas este ano convergem na totalidade para a instituição por decisão camarária. Em 2011, apesar do congresso não ter dado lucro, a autarquia deliberou que seria entregue à instituição um donativo pela sua participação mas, segundo apurámos, tal ainda não se concretizou.
Contas do CIRE revelam buraco de 207 mil euros

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...