uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Alpeso diz que Câmara de Ourém lhe deve mais de 900 mil euros

Edição de 23.05.2012 | Política
A Alpeso, empresa responsável pela construção dos centros escolares de Ourém Nascente e da Freixianda, suspendeu as obras por falta de pagamento do município de Ourém que, segundo a construtora, lhe deve mais de 900 mil euros. “O sucessivo atraso nos pagamentos causa-nos dificuldades financeiras difíceis de superar e impede de cumprir os seus compromissos”, respondeu a empresa através de email depois de contactada por O MIRANTE, acrescentando que esta é uma decisão legal.A empresa responde assim à notícia da semana passada que dá conta da decisão da Câmara de Ourém em multar a Alpeso por atrasos nas empreitadas. A empresa suspendeu ambas as obras no dia 23 de Abril devido a alegados atrasos no pagamento por parte do município. O presidente da câmara, Paulo Fonseca (PS), refere que as obras dos dois centros escolares são apoiadas por fundos comunitários. Esse dinheiro é enviado para o município mediante a evolução da obra. “O empreiteiro quer receber antes do tempo e eu não estou para isso. Se decidiram interromper a obra vamos aplicar uma multa. Se o dinheiro dos fundos comunitários está a demorar a chegar a culpa não pode ser imputada à autarquia”, declarou acrescentando que o dinheiro dos fundos comunitários nunca demorou tanto a chegar.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...