uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Ourém quer manter os quatro agrupamentos escolares do concelho

Câmara de Ourém quer manter os quatro agrupamentos escolares do concelho

Proposta da Direcção Regional de Educação prevê a criação de dois mega agrupamentos
Edição de 23.05.2012 | Sociedade
A Câmara de Ourém pretende manter os quatro agrupamentos de escolas existentes no concelho. O executivo municipal foi chamado a pronunciar-se sobre o assunto junto da DREL (Direcção Regional de Educação de Lisboa) e emitiu um parecer que vai contra a decisão daquele organismo. Embora ainda não tenha manifestado uma decisão definitiva, a DREL pretende reorganizar o mapa educativo passando de quatro agrupamentos para dois mega agrupamentos no concelho de Ourém.O vereador com o pelouro da Educação, José Alho (PS), afirma que os quatro agrupamentos de escolas existentes no concelho de Ourém construíram os seus instrumentos de autonomia e definiram um projecto educativo próprio, numa ligação ao meio envolvente. O executivo municipal sublinha que está “satisfeito” com o trabalho desenvolvido nos quatro agrupamentos.José Alho recorda que durante as reuniões realizadas com a DREL e com os directores dos quatros agrupamentos propôs a constituição de três agrupamentos, com a agregação dos agrupamentos de Caxarias e Freixianda. Uma proposta que obteve opinião favorável de todos, incluindo da DREL. “O novo agrupamento seria denominado de Ourém Norte e respondia à especificidade de uma zona do concelho onde se notam sinais de despovoamento e maior distância em relação à sede de concelho”, explicou o vereador.Apesar de inicialmente ter acolhido favoravelmente a proposta de criação de três agrupamentos, a DREL voltou atrás e propôs a constituição de apenas dois agrupamentos escolares: O Agrupamento de Escolas de Ourém agrega o Agrupamento de Escolas Freixianda e o Agrupamento de Escolas Conde de Ourém junta-se ao Agrupamento de Escolas Cónego Dr. Manuel Lopes Perdigão (Caxarias). Uma decisão que não agradou aos responsáveis dos agrupamentos de escolas nem ao executivo municipal. “Esta decisão parece atender apenas à ditadura dos números e não segue qualquer dos critérios fixados na lei, nem à proximidade geográfica, nem mesmo às características específicas dos territórios, nem à identidade dos seus projectos pedagógicos, nem mesmo à racionalização de recursos”, pode ler-se no parecer enviado à DREL.José Alho dá como exemplo a distância entre centros escolares e o despovoamento das zonas mais interiores. “Merece ser ponderada a existência de quatro pólos educativos - Freixianda, Caxarias, Ourém e Fátima - que distam mais de dez quilómetros entre si. Preocupa-nos o clima de instabilidade que se vive nas escolas e nas comunidades, fruto também de outros processos que têm conduzido a um sentimento de perda por parte das populações”, conclui.
Câmara de Ourém quer manter os quatro agrupamentos escolares do concelho

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...