uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Grupo que se dedicava a assaltos por esticão começa a ser julgado

Os três homens de Lisboa causaram o medo nas populações de Benavente e Salvaterra
Edição de 23.05.2012 | Sociedade
Três homens acusados de se dedicarem a assaltar pessoas na rua pelo método do esticão nas zonas de Benavente e Salvaterra de Magos, no ano passado, vão começar a ser julgados e arriscam uma pena de prisão que pode ir até aos oito anos. Os arguidos, com idades entre os 27 e os 29 anos, com a sua actuação deixaram as populações amedrontadas. O Ministério Público (MP) acusa os arguidos de quatro crimes de roubo.Os suspeitos residem em Benfica, Lisboa, e praticaram os crimes durante o mês de Setembro do ano passado. Segundo a acusação do MP, o primeiro caso aconteceu no dia 1 de Setembro quando dois dos arguidos agarraram uma mulher pelo pescoço em Salvaterra de Magos e arrancaram um fio em ouro que trazia ao pescoço no valor de 400 euros. Tentaram ainda roubar a mala que a vítima trazia ao ombro, mas perante a sua resistência acabaram por fugir. O terceiro arguido esperava no carro para fugirem após consumarem o assalto. Quinze dias depois voltaram a atacar uma senhora em Benavente, conseguindo roubar dois fios de ouro no valor de 1500 euros. O terceiro assalto aconteceu na Urbanização São Miguel em Marinhais, concelho de Salvaterra de Magos, e os arguidos conseguiram levar um fio de ouro no valor de 400 euros. O último assalto ocorreu a 29 de Setembro, também em Marinhais. Os jovens abordaram um homem de 68 anos que caminhava numa rua da localidade por volta das 10h30, perguntando-lhe indicações para chegarem ao supermercado Intermarché. Quando a vítima se preparava para explicar o caminho a seguir puxaram-lhe o fio em ouro que este trazia ao pescoço no valor de 400 euros.Os arguidos aguardam o julgamento em prisão domiciliária com pulseira electrónica. Os assaltantes foram detidos no mesmo dia em que fizeram o último assalto. A GNR de Marinhais recebeu a comunicação e de imediato lançou um alerta aos postos vizinhos e foram mobilizados militares para as zonas por onde os jovens podiam fugir. Estes acabaram por ser interceptados quando circulavam de carro na zona de Porto Alto (Benavente), na rotunda conhecida por rotunda da torre, sem que tivesse havido perseguição. Os ladrões ainda tinham na sua posse o fio de ouro que tinha sido roubado. Os detidos recolheram na sexta-feira, 30 de Setembro, ao Estabelecimento Prisional de Lisboa, por ordem do juiz do Tribunal de Benavente que os ouviu em primeiro interrogatório. Posteriormente foram colocados em prisão domiciliária.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...