uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Vânia Ferreira

35 anos, gestora de empresas, Cartaxo

Sempre tive um espírito muito aventureiro, gosto imenso de viajar e de conhecer novas culturas mas os filhos obrigam-nos a ter outra ponderação

Edição de 02.01.2013 | Agora falo eu
Se soubesse que o mundo iria acabar no dia seguinte o que faria? Nada de especial. Acho que faria uma sessão de cinema em família. Longe das preocupações e do stress...Seria capaz de emigrar para garantir um emprego?Sem dúvida que sim. Sempre tive um espírito muito aventureiro, gosto imenso de viajar e de conhecer novas culturas mas os filhos obrigam-nos a ter outra ponderação.Costuma dar moedas aos arrumadores de automóveis?Sim, costumo dar uma moeda quando me pedem. Não é algo que me agrade propriamente muito mas considero ser preferível a ficar com um risco na pintura do carro. Investiria mil euros numa pintura ou numa obra de arte? Para ser sincera não sou grande apreciadora de obras de arte. Não sei valorizá-las, por isso preferia investir mil euros numa agradável viagem.Gosta de cozinhar? Gosto imenso de cozinhar, de aprender e experimentar receitas novas. No entanto também tenho dias em que me falta um bocadinho a imaginação. Nessas alturas o melhor mesmo é ir comprar comida pronta a comer.O que mais aprecia num homem? A sinceridade e o respeito acima de tudo.Qual foi o último livro que leu? Já faz algum tempo que não tenho disponibilidade para ler um livro. Agora, só mesmo histórias para adormecer os meus filhos. O último livro que li foi “To Love Again” de Danielle Steel. Foi-me oferecido. Gostei, mas se fosse eu a comprar provavelmente escolheria outro.Que viagem gostaria de fazer? Gostava imenso de conhecer o Rio de Janeiro, no Brasil. É uma cidade que me desperta bastante interesse por ser um misto de serra e mar e com muita vida diurna e nocturna. É daqueles sítios que dará para descansar e passear ao mesmo tempo. Têm uma cultura diferente da nossa, alguma desigualdade socio-económica mas um espírito sempre positivo e festivo. Gostava de visitar os locais mais turísticos, como o Cristo redentor e o Pão de Açúcar, andar no “bondinho” e espreitar as praias de Copacabana e Ipanema.Quais são as suas perspectivas para 2013?As previsões não são as melhores para este novo ano tendo em conta a conjuntura nacional e internacional. Mas acho que se houver saúde e um bocadinho de sorte, como acho que tenho tido até hoje, tudo se resolverá bem.Costuma ler poesia?Gosto de poesia embora não seja uma leitora muito assídua. Gosto do poema de Florbela Espanca: “Ser poeta”. Faz-me lembrar os meus tempos de estudante: “Ser poeta é ser mais alto, é ser maior/ Do que os homens! Morder como quem beija!/ É ser mendigo e dar como quem seja/ Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...