uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Tabaco e bebidas alcoólicas devem voltar a aumentar devido a subidas nos impostos

Edição de 02.01.2013 | Economia
O preço do tabaco e das bebidas alcoólicas deve sofrer nova alteração em 2013 por força de mais aumentos de impostos incluídos no Orçamento do Estado. Como nos anos anteriores, o Governo volta a decidir-se por um aumento generalizado dos impostos que incidem sobre estes produtos, o que deverá implicar um aumento no preço de venda ao público dos cigarros, tabaco de enrolar, charutos, cigarrilhas, cerveja e outras bebidas alcoólicas.Nestes sentido, a taxa do Imposto sobre o tabaco sobre os cigarros sobe 1,3%, que incide sobre o elemento específico deste imposto, que passa dos actuais 78,37 euros por mil cigarros para 79,39 euros. O imposto sobre os charutos e as cigarrilhas aplicado no preço de venda ao público sobe também dos actuais 15% para 20%.Já o chamado tabaco de corte fino que tem como destino os cigarros de enrolar e os restantes tabacos de fumar, o Governo elimina a taxação no preço de venda que era de 61,4% no tabaco de corte fino e de 50% nos restantes tabacos de fumar, e passa a taxar ambos como o tabaco normal, com um elemento específico (valor monetário por cigarro que neste caso é por grama) e um elemento ‘ad valorem’, de percentagem sobre o preço de venda.A estes dois tipos de tabaco passam-se também a aplicar uma taxa em percentagem sobre o preço de venda de 20%, com o limite mínimo de imposto aplicado ao tabaco de corte fino destinado a cigarros de enrolar e aos restantes a ser 0,09 euros por grama.No caso das bebidas alcoólicas, o aumento generalizado é de 1,3%. As cervejas sofrem este aumento, tal como a taxa dos produtos intermédios, como é o exemplo dos vermutes, que passa dos actuais 64,57 euros/hectolitro para 65,41 euros/hectolitro. A taxa sobre as bebidas espirituosas aumenta em 7,5%, passando a taxa de 1.108,94 euros / hl para 1.192,11 euros/hl,

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...